Game of Thrones - Oathbreaker


Depois do segundo episódio com o nível de tensão lá em cima, o terceiro episódio, “Oathbreaker”, serviu para dar uma respirada. Não que tenha sido algo parado, pelo contrário, a história está seguindo bem rápido, o que me faz pensar que talvez o fim de Game of Thrones esteja próximo (sim, é difícil aceitar, mas um dia a série vai acabar), mas enquanto isso, vamos comentar o terceiro episódio.

Sam

Finalmente Sam apareceu na sexta temporada e no melhor estilo possível: passando mal no navio. O Sam se esforça, coitado, mas sempre parece que todas as pessoas ao seu redor são superiores a ele, a não ser que o assunto seja conhecimento porque é aí o lugar onde ele pode lutar, não é à toa que ele está indo estudar para se tornar um Meistre. Como será que ele e a Gilly vão fazer quando chegarem na casa dos pais do Sam? Será que vão acreditar que o pequeno Sam é filho dele?

Bran

Talvez esse seja um dos núcleos que mais estou gostando de ver, acho interessante sempre conhecer o passado das histórias. Dessa vez, Bran e o Corvo foram até a Torre da Alegria (fico até imaginando o que rolava lá antes para ter esse nome, mas enfim...), onde sua tia Lyanna Stark estava “presa”, apesar de ainda não sabermos se estava presa mesmo ou se ela fugiu com Rhaegar Targaryen por vontade própria. Muito se fala que foi ali que Jon Snow nasceu e que ele é filho da Lyanna com o Rhaegar, mas acho que todos já sabem dessa teoria.

Sobre a cena de batalha, eu fico imaginando o Sean Bean assistindo e pensando “eu não era tão estranho assim quando jovem”. Eu achei o ator que fez o Ned jovem um pouco estranho, mas eu gostei da cena de luta, algo que normalmente é bem fraco em Game of Thrones. Deu para ver, claramente, a diferença de habilidade entre o grupo do Ned e Sor Arthur Dayne, eu estava tipo o Bran esperando uma luta honrada, mas a maneira realista com que ela foi finalizada condiz muito com o que a série vem apresentando. Vocês acham que o corvo quer realmente ajudar o Bran ou ele está fazendo algo para seu próprio bem?

Daenerys

Daenerys chega ao Vaes Dothrak, mas ela já não estava lá no primeiro episódio? Tinha certeza que ela já estava la. A cena dela foi bem curta, foi mais para mostrar que ela vai ser julgada e como ela está sendo tratada, com isso a gente vai ficar na torcida para que os dragões cheguem logo tacando fogo em tudo.

Varys e Tyrion

Gostei de ver a forma com que o Varys interrogou a mulher, ela já chegou preparada emocionalmente para ser torturada, mas ele quebrou ela falando que tortura obtém respostas, mas nem sempre são as respostas necessárias e que ele prefere dar uma oportunidade para a pessoa recomeçar e em troca que ela conte o que ele quer saber. Claro que nessa história toda ele insinuou que o filho dela poderia acordar sem a mãe e o que seria do garoto caso isso acontecesse, mas o jeito que ele foi falando que foi interessante.

O Tyrion me representa muito nessa cena tentando puxar conversa com alguém que não é muito de falar. Tem gente que achou desnecessário as cenas de Meereen e que o Tyrion estava ali só fazendo piadinha, mas gente, esse é o Tyrion! Piadas, bebidas e inteligência. Porque por mais que ele estivesse ali tentando conversar com os dois, deu para notar que em momento algum ele esqueceu o que estava acontecendo na cidade, tanto que no momento que Varys chegou dando a notícia de quem eram as pessoas que financiavam os ataques, ele logo já tinha um plano.

Porto Real

Acho que sem dúvidas foi a parte mais enrolada do episódio, e como não tem o alivio cômico do Tyrion, fica meio cansativo. E como todo mundo quer saber mais sobre Jon Snow, aí parece que deixa ainda mais chato. Mas tem duas partes que eu gostaria de destacar aqui. Primeiro a Cersei voltando ao seu normal. Parece que seu estado melancólico já passou, agora ela está começando a ir atrás de vingança e ao ver o pequeno conselho reunido, ela já levou um fora quando a “Velha Tyrell” diz que ela não é mais a rainha, quem é a rainha agora é a Margaery, e por isso estão ali. Dá para imaginar fácil o ódio da Cersei por ouvir isso

E em segundo lugar quero falar um pouquinho do Alto Pardal, como eu odeio esse velho e ao mesmo tempo acho ele tão incrível, o jeito com que ele leva as pessoas na conversa, sempre se mostrando indefeso e humilde e que ele ali é só mais um dos fiéis. Eu quero muito ver ele morrer, mas o ator está mandando muito bem e o roteiro está ajudando muito, ele é o primeiro personagem que eu vejo que é quase tão bom de conversa quanto o Tyrion. Já pensou em um encontro desses dois?

Arya


Como essa garota sofre! Se juntar as cenas dela nesses três primeiros episódios, dá para ver o tamanho da evolução que ela teve. Eu fico tentando imaginar qual papel ela vai ter nessa história toda porque ela é que está mais afastada de tudo, só que também está se transformando em uma guerreira/assassina com maior potencial ali. A personagem dela está sendo criada para agir nas sombras, então será que ela vai se envolver na guerra com os White Walkers? E foi tão bonitinho quando ela disse que o cão não estava mais na lista dela, de alguma forma ela perdoou ele.


Ramsay

Normalmente eu odeio o Ramsay, mas vou te falar que eu gosto dele quando ele não está matando ou torturando outros personagens. O diálogo dele com o Lord Umber foi muito bom, ele falando que o pai dele tinha sido assassinado pelos inimigos e o Lord Umber com aquela cara de quem diz “não me vem com essa, eu assisto a série faz tempo e sei que você não presta, eu sei que foi você que matou seu pai”. Logo em seguida, Lord Umber diz que tem um presente para Ramsay.

E então surge Rickon Stark, que pelo tamanho que está o garoto deve ter passado as últimas duas temporadas jogando na NBA. Pelo que ouvi falar, essa família que o Rickon estava é muito fiel aos Starks e está todo mundo dizendo que isso deve ser um plano para matar o Ramsay. Ok, agora só me diz quem foi o gênio que teve a ideia de mandar uma criança para matar um cara no nível do Ramsay? Se isso for verdade, que ideia idiota essa.

Jon Snow

Antes de começar a falar de Jon Snow é preciso comentar a piadinha que o Tormund fez sobre Jon não ser um Deus, adivinha que ficou rindo que nem um doente? Foi uma das melhores atuações do Kit Harington até agora na série, o jeito que ele ficou após ter ressuscitado e depois como ele já estava decidido no final foi muito bom. Na cena do enforcamento eu achei que ele não iria matar eles, principalmente quando ele ficou olhando para o Olly sem dizer nada. Acho que ninguém vai sentir falta daquele garoto, né?

Pelo jeito Jon resolveu aproveitar a segunda chance que recebeu e ir conquistar Winterfell de volta. Foi maneiro ele entregando a capa e falando que a patrulha dele havia acabado. Estou gostei muito do núcleo da muralha, eu ainda queria ver o Jon Snow caindo na hora que fosse descer a escada batendo a cabeça e morrendo novamente (sendo odiado agora). Ah! Será que ele ficou triste pelo corte de cabelo que a Melisandre fez nele? 
Tecnologia do Blogger.