Game of Thrones - The Red Woman


Finalmente começou a sexta temporada de Game of Thrones e talvez essa seja, até o momento, a que deixou o público mais ansioso, já que deixou muito suspense no final da temporada passada com várias dúvidas. A HBO mandou muito bem nos trailers que divulgou, porque, além de manter o clima de suspense já criado, ainda conseguiu deixar os fãs da série mais empolgados com as batalhas e o desenrolar dessa temporada. (Aviso: contém spoilers. São relativamente leves, mas, ainda assim, vale o aviso).

Esse primeiro episódio tem como título The Red Woman. Eu já imaginei que ia ser a Melisandre colocando fogo em tudo ou, então, aquela outra sacerdotisa que apareceu nos trailers em frente ao Tyrion, mas não foi nenhum desses casos. Esse primeiro episódio foi mais para dar uma geral e mostrar o que está acontecendo com cada personagem, então, por isso, esse texto vai ficar um pouco grande.

Primeiramente temos o núcleo da muralha onde Sor Davos junto com outros patrulheiros da noite encontram o corpo do falecido Jon Snow. Para quem estava esperando descobrir se ele ia voltar mesmo ou não, nesse primeiro episódio talvez tenha se frustrado um pouco. Acredito que a HBO vai segurar essa parte da história pelo menos até o terceiro episódio e só então saberemos se Jon vai voltar ou não. Ainda dentro da muralha, Melisandre mostra o que, aparentemente, é sua verdadeira forma (me lembrei do Mun-Há na hora). Sinceramente, nunca imaginei que um colar poderia fazer tão bem a uma mulher.

Seguindo ainda nas terras frias do Norte, vemos Ramsay numa cena onde parece que ele tem um lado humano, mas trinta segundos depois ele mostra que consegue ser uma das pessoas mais escrotas dos Sete Reinos com facilidade. Mas tenho que admitir que adorei ver a cara dele quando o seu pai o ameaça. Por mais que as pessoas odeiem o Theon, eu gostei de vê-lo ajudando a Sansa e arriscando sua vida para dar uma oportunidade a ela. Infelizmente a atitude dele não ia ajudar em nada, já que era um grupo de cavaleiros armados contra ele, mas, ainda assim, valeu, Theon. Por sorte, a nossa querida Brienne apareceu para salvar o dia e jurar lealdade mais uma vez a Sansa; e eu juro que fiquei com medo dela levar mais um fora, ainda mais porque a Sansa demorou a responder, mas no final das contas, ela só não sabia o que dizer mesmo.

Já em Porto Real, finalmente Jaime chega com o corpo de Myrcella. Ver a expressão da Cersei quando percebeu que a filha estava morta deu uma sensação que essa mulher vai fazer um barulho nessa temporada. Indo um pouco mais para frente, os poucos minutos que o Dorne apareceu valeram mais que o resto da aparição do reino inteiro nas outras temporadas. Pelo que eu estive vendo sobre essa temporada, o que ia acontecer lá era totalmente diferente do que realmente aconteceu e, para ser sincero, eu gostei. Vamos ver se agora Dorne vai fazer diferença. (P.S.: como o Trystane Martell é burro!).

Em Meereen, Tyrion e Varys estão vendo o buraco em que foram se meter. Se a cidade já estava um caos quando Daenerys estava no comando, agora que eles acham que ela fugiu, parece um barril de pólvora pronto para explodir a qualquer momento. Mas se tem alguém capaz de levar o povo todo no papo, esse alguém é o Tyrion. Quando o assunto é convencer as pessoas, ele manda muito bem. Sem contar que com a ajuda do Varys, fica mais fácil obter as informações.

Por outro lado, nossa menina Daenerys está se ferrando no Vaes Dothrak. Achei muito estranho ninguém reconhecer que ela era uma Khaleesi, ex-mulher de Khal Drogo, já que a aparência dela não é algo muito comum, mas gostei de ver a maneira com que ela se impôs, apesar de que a todo momento eu pensava “deu merda”. Estou curioso para ver como ela vai escapar de lá, mas será que ela vai fugir ou convencer os Dothrakis a seguirem ela? (Entenda “convencer” como “um dragão tacando fogo neles”.)

E para finalizar, temos Arya sem visão, fazendo seu treinamento, no melhor estilo Demolidor (apanhando para caralho!). Pouco foi mostrado dela, mas algo me diz que no momento que ela aprender a lutar sem enxergar, a visão dela vai voltar.

Julgando pelo primeiro episódio, achei a fotografia mais bonita do que nas temporadas anteriores e parece que finalmente decidiram gastar um pouco mais de dinheiro contratando alguém para coreografar as cenas de batalha. Bom, pessoal, esse foi meio um resumo do que aconteceu no primeiro episódio, não deu para discutir muito a fundo os acontecimentos, já que é um texto introdutório da temporada, mas nos próximos vamos comentar mais cada acontecimento, já que não vai ficar mostrando tantos núcleos assim.
Tecnologia do Blogger.