Hajime no Ippo: The Fighting!


Hoje eu quero falar especialmente com as pessoas que não são tão familiarizadas assim com animes e\ou com aquelas que tem certo receio de começar a assistir. Eu ficava receosa e achava que eram episódios demais para acompanhar e que as histórias não me prenderiam a ponto de me fazer terminar um anime inteiro, mas hoje eu vou falar da 1ª temporada de um anime que merece muito a atenção de vocês: Hajime no Ippo: The Fighting!

Hajime no Ippo tem como base da história o boxe. Ele foca principalmente em Ippo Makunouchi, um menino tímido que se dedica a ajudar sua mãe na loja de pesca e aluguel de barcos da família, fazendo com que ele não tenha tempo de se enturmar no colégio e fazer grandes amizades. Um dia, no caminho pra casa, ele foi abordado por três alunos do seu colégio e foi agredido covardemente, sendo salvo por um boxeador famoso que passava por ali no momento. Esse boxeador era Mamoru Takamura, que acabou perdendo uma aposta com Ippo, tendo que levá-lo para treinar no ginásio Kamogawa.

Assim que Ippo chegou para treinar ninguém acreditava em seu talento, mas o que não podia ser ignorado era a força surpreendente em seus punhos e a grande coragem e força de vontade em melhorar seu desempenho em busca da resposta para a pergunta “o que é ser forte?”. O que chama atenção nesse anime é que o personagem principal não tem nada que o favoreça no caminho que ele escolheu trilhar, mas ainda assim ele tenta e não para, por mais difícil que seja o obstáculo, até cumprir seus objetivos. 

Ippo é um personagem com carisma sem igual, o que costumamos dizer aqui é que ele é “gente como a gente”. Por mais que ele evolua no boxe e se torne um lutador em grande destaque, é só ele sair do ringue que o menino tímido e desajeitado volta a tomar conta, mas a história não se prende só a ele. Diversos lutadores aparecem no decorrer da história e é impossível não se emocionar com a história de cada um deles, o que por muitas vezes te deixa em dúvida sobre para quem torcer nos campeonatos.

Falando nisso, não tem como não se envolver com os personagens. Comecei a assistir na certeza de que não seria tão afetada pela história, mas quando dei por mim, eu já estava nervosa assistindo ás lutas e falando sozinha como se tudo aquilo fosse real. O bom de Hajime no Ippo é que você nunca sabe quem vai perder e quem vai ganhar, o que te deixa em um estado de tensão irreversível até que a luta realmente chegue ao fim e o nome do vencedor seja anunciado.

E o que dizer sobre Mamoru Takamura? Um gênio no boxe e, com o perdão da palavra, escroto na vida. O nível do seu talento é o mesmo nível do quanto ele consegue ser babaca (no bom sentido, se é que existe um bom sentido para o termo babaca). Mulherengo, implicante e sempre fazendo piadinhas infames, é praticamente impossível não dar risada quando ele está em cena, principalmente quando ele está junto de Kimura Tatsuya e Aoki Masaru, quando ele gosta de se mostrar o melhor e o mais forte. E com razão, já que quando o assunto é o cinturão, ele demonstra ser um dos lutadores mais dedicados e esforçados da história.

Hajime no Ippo tem ação, histórias de superação incríveis, é emocionante e bem descontraído. Se você ainda não assistiu, você precisa dar uma chance pra essa história sensacional que certamente te ensinará coisas que você vai levar para o resto da vida.
Tecnologia do Blogger.