Bungou Stray Dogs - Ep. 3 Yokohama Gangster Paradise


Esse episódio de Bungo Stray Dogs começou como os outros dois: Dazai fazendo a gente dar risada. Melhor do que ele cantando as mulheres tipo “me estrangula com esses dedinhos” ou “vamos cometer um suicídio á dois”, só as surras que ele leva do Kunikida depois dessas.


Outra coisa que eu não sei se achei bizarro ou engraçado foi a relação entre os irmãos Naomi e Junichirou Tanizaki. Por favor, me digam que eu entendi essas cenas de forma errada… Mas, de toda forma, simpatizei com os personagens e não gostei de ver o que a máfia fez com eles.

Pois é, o primeiro serviço de Atsushi acabou por ser uma emboscada do poderoso Akutagawa, da Máfia do Porto, que quer capiturar o “tigroman” para receber uma recompensa gorda no mercado negro, mas o que conseguimos descobrir nesse episódio é em como Atsushi pode ser poderoso, já que ele demostrou poderes de regeneração e não foi ferido pelo tanto de tiros que ele levou.


Dazai, mais uma vez, mostrou que apesar de suas atitudes fazer com que seja difícil levá-lo a sério, ele não está naquela agência a toa. Ele monitorou o primeiro serviço de Atsushi por uma escuta que ele implantou e, graças á isso, pôde chegar no local a tempo e ajudar o novo membro da equipe. Além de encarar Akutagawa sem titubear, falando em nome da agência que protegeriam Atsushi.



Depois de tanto sangue, tiro, estrangulamento e desmembramento, podemos dizer que a brincadeira em Bungo Stray Dogs acabou (apesar de ainda achar que darei boas risadas com o Dazai), ainda mais agora sabendo da luta que a agência cravou com a Máfia e da descoberta de que Dazai é um ex-membro da Máfia do Porto.
Tecnologia do Blogger.