Crítica: Agents of S.H.I.E.L.D. (3ª Temporada)


Agents of S.H.I.E.L.D começou como um seriado bem fraco, onde a maioria das pessoas se interessou em assistir por estar acontecendo no Universo Marvel que elas estavam acompanhando no cinema. A partir da metade da primeira temporada, a série começou a melhorar fazendo com que quem acompanhou até aquele momento, se apegasse aos personagens. Desde então a série só vem melhorando, o que culminou na terceira temporada sendo considerada por muitos a melhor até o momento e é sobre ela que vamos falar agora. Então, pessoal, esse texto vai ter spoilers de temporadas passadas e até alguns dessa temporada, então estejam cientes antes de ler.

Gostei da maneira que a série foi se aprofundando mais nos personagens já existentes na história, como no caso de Fitz e Simmons, que além de terem mais desenvolvimento como Agentes, o relacionamento entre os dois finalmente começou a tomar um rumo. A história da Simmons no outro planeta, a maneira como ela lutou para sobreviver e seu relacionamento com o Will, foi um grande passo para a mudança da personalidade dela, apesar de que a maneira como ela estava se comportando no final da temporada tenha sido um pouco estranha. Já o Fitz cresceu muito como personagem. Tudo que ele fez para trazer a Simmons de volta e ainda depois arriscar sua vida para tentar trazer o Will de volta, fez com que o público se apegasse ainda mais a ele.

A relação entre Andrew e May também foi interessante. Em algumas horas mostrava o lado mais humano da May e em outras podíamos ver como ela colocava a segurança de todos como prioridade, muitas vezes fazendo escolhas que a deixavam triste. Quando foi anunciado que uma personagem iria morrer, eu fiquei preocupado achando que poderia ser ela. Eu gostei muito da maquiagem e dos efeitos especiais usados na transformação de Andrew em Lash também.

O episódio que mais me emocionou nessa temporada foi a despedida de Bobbi e Hunter da série que, até aquele momento, estavam saindo para estrelar uma spin off que se chamaria Marvel's Most Wanted, mas pelo que foi dito, a ABC já descartou o projeto. Por mais que tenha ficado em aberto a saída deles e por mais que eu goste muito dos personagens, espero, sinceramente, que eles não retornem à série, pois caso isso aconteça, toda a magia do episódio de despedida deles será quebrada.

Outra coisa que me chamou bastante a atenção nessa temporada foi como as coreografias de luta estavam bem ensaiadas e muito mais realistas. As cenas com a May (Ming-Na Wen) já era de se esperar, mas o que surpreendeu mesmo foram as cenas da Skye (não vou chamá-la de Dayse) que foram tão bem filmadas e em muitos momentos dava para acreditar que era a própria atriz e não um dublê. E olha que a qualidade das lutas é uma das coisas que eu mais reclamo nos seriados atualmente, que andam deixando a desejar.

Até os últimos episódios, os efeitos estavam bons, mas não sei o que aconteceu, talvez possa ter sido falta de dinheiro, mas aqueles subordinados do Hive ficaram horríveis. Por mais que a ideia era criar aberrações mesmo, que para o Hive a aparência não importava, ficou mal feito, ainda mais quando você lembra como o Lash ficou bom. E olha que a reclamação sobre a aparência desses “monstros” é vinda de um fã de Doctor Who, que está acostumado com muita coisa tosca. Outra coisa que me incomodou um pouco foi o hiato muito grande que teve. Espero que na quarta temporada não tenhamos isso. E talvez deixar a série com vinte episódios para ela ficar mais dinâmica também seria uma boa ideia.

Agora o finalzinho do último episódio serviu para deixar todos curiosos. O que deu a entender foi que Coulson voltou a ser agente tendo Mack como parceiro e estão atrás da Skye (como a Chloe Bennet estava linda), que pelo jeito não quer mais fazer parte da S.H.I.E.L.D. Será que o novo diretor é o Nick Fury?

Uma parte que não entendi bem foi a relação entre Fitz e o Dr. Radcliffe. Mas outra coisa que também segue sendo um mistério é o lançamento do filme dos INUMANOS, que chegaria aos cinemas em 2019, mas acabou sendo retirado do calendário de estreias, segundo o presidente do Studios Marvel, Kevin Feige, por ter uma Fase 3 muito cheia e querer um espaço "decente" para os INUMANOS (ou seja, o filme ainda acontecerá, só não se sabe quando ainda).Enfim, esse final me deixou muito ansioso pela próxima temporada. E vocês? Gostaram? Vão continuar acompanhando a série? Deixem suas opiniões nos comentários. Valeu!
Tecnologia do Blogger.