Crítica: Walt before Mickey


Quando as pessoas dizem que o nome Disney tem certa magia, elas realmente estão falando a verdade. Eu estava assistindo Walt antes do Mickey e, mesmo não sendo uma produção da Walt Disney, o filme tem aquele espírito Disney e isso se deve ao fato de contar a história do criador disso tudo.

Muitos aqui cresceram assistindo os grandes clássicos da Disney, mas quem conhece a história do homem que tornou tudo isso possível? Walt antes do Mickey é um filme biográfico lançado em novembro de 2014 e conta sobre os primeiros passos de Walt no mundo da animação até a criação de Mickey Mouse. A história mostra rapidamente a sua infância e menciona sobre o período em que ele esteve na primeira guerra mundial como motorista de ambulância da cruz vermelha, mas o foco mesmo é na sua carreira de animador e em todas as dificuldades que ele passou enquanto corria atrás do seu sonho.

Normalmente quando se pensa em Disney, você já se lembra dos parques e filmes, mas nunca dá para imaginar como foi difícil para o Walt criar tudo isso, o quanto ele fracassou, quantas vezes ele esteve próximo de desistir - mas sempre encontrava forças para tentar mais uma vez e, em muitas vezes, ele encontrava essa força no seu irmão Roy Disney, na sua esposa Lilian e no seu amigo Ub Iwerks, que foi e co-criador do Mickey. O que eu achei mais interessante nesse filme é que os ideais que Walt tinha em vida de querer levar alegria para as pessoas ainda estão presentes nas obras dos estúdios Disney mesmo décadas após sua morte.

Apesar de o filme focar principalmente no Walt, podemos ver o quão importante foi a participação do seu irmão Roy na criação do Walt Disney Studios. Por mais que seja um filme que tende a ser realista, podemos ver o elemento fantástico nos momentos em que Walt interage com um ratinho. Pelo fato do filme mostrar apenas até a criação do Mickey, ele deixa aquele gostinho de quero mais. Eu adoraria ver como foi o processo de criação da Branca de Neve, em que Walt acabou ganhando o Oscar honorário e como foi a trajetória que o levou a ter um total de 59 indicações, sendo que ganhou em 22 vezes e mais 4 Oscars honorários, tornando-o o maior vencedor da academia. Mas eu entendo que para contar tudo isso, apenas um filme não seria suficiente. Então, quem sabe, não tenha uma continuação mais para frente.

Bom, se você quer conhecer a história de como começou esse império, que hoje é responsável pelos filmes da Marvel, Pixar e os novos Star Wars, assista Walt antes do Mickey e depois venha dar sua opinião sobre o que achou. Valeu!
Tecnologia do Blogger.