Penny Dreadful - This World Is Our Hell


Mais um post para os fãs de Penny Dreadful! Hoje vamos falar sobre o quinto episódio, “This World Is Our Hell”, que foi focado na trama do Ethan na América e teve algumas cenas do Victor e Jekyll levando à frente seus experimentos. Depois de um quarto episódio feito somente para mostrar o passado de Vanessa e o Monstro, dessa vez não teve nada sobre a demonha Srta. Ives, o que, de certa forma, atrapalhou um pouco. Por mais que a história conte com vários personagens interessantes, é impossível negar, a Eva Green tem uma presença tão marcante que quando não aparece faz muita falta.

Mas tirando a ausência da Vanessa, o episódio em si foi bom. Poderia ter sido melhor? Sim, poderia. Como quase tudo na vida. Acredito que se tivesse cinco minutos a menos de cenas de fuga e utilizassem esse tempo para mostrar mais sobre o Victor com o Jekyll, teria ficado mais interessante. Por falar nesses dois, eu estou só esperando o momento em que os dois vão brigar. E algo me diz que vai ser por causa da Lily.

Uma coisa que pude notar é que várias pessoas ficaram decepcionadas com a atitude do Ethan porque por mais que ele, às vezes, destroce umas pessoas quando se transforma em Lobisomem, na sua forma humana sempre o vimos como uma boa pessoa. Ele sempre foi o escudo que protegia a Vanessa contra o mal e agora ele se entrega a uma das bruxas que, na temporada passada, estava tentando destruir a vida da pessoa que ele tentava proteger.

Gosto muito das cenas na América. Aquela cena onde o Sir Malcolm encontra com o Ethan e a câmera fica de longe foi tão linda e tão diferente do que estamos acostumados a ver em Penny Dreadful e, como já disse antes, estou gostando muito da fotografia que estão usando para contar sobre o passado do Ethan. Em um núcleo onde todo mundo é motivado pela vingança, o único personagem sensato é o Sir Malcolm. Ele é como se fosse os olhos do público em meio àquilo tudo que está acontecendo, porque, assim como nós, ele quer salvar o Ethan e voltar para Inglaterra para junto da Vanessa.

Por mais que essa parte toda tenha sido um pouco enrolada, não há como negar que a cena onde Ethan e o pai conversam dentro da capela foi sensacional. A maneira que o Ethan fica conforme o pai vai contando como a família deles foi assassinada cruelmente pelos apaches chega a dar pena. Esse foi o ponto alto do episódio e foi o que me fez gostar um pouco mais dele. Pelo que dá a entender, esse arco está se acabando e eles irão voltar para a Europa. A dúvida que fica é se Ethan volta como aliado ou inimigo.

Tecnologia do Blogger.