O Guia do Mochileiro das Galáxias


O dia 25 de maio é muito importante principalmente para os fãs de O Guia do Mochileiro das Galáxias, já que além de ser o dia do Orgulho Nerd, também é considerado o Dia da Toalha, comemoração em homenagem ao escritor da trilogia de cinco livros, Douglas Adams, que morreu em 2001.

Se alguém já se despediu de você com um “até mais e obrigado pelos peixes” ou já tentou te acalmar com um simples “Não entre em pânico” e você não entendeu nada, então você ainda não assistiu O Guia do Mochileiro das Galáxias. Agora se além de saber disso, você ainda sabe da importância de uma toalha e a resposta para a questão fundamental sobre a vida, o universo e tudo mais… Bem vindo, Mochileiro! 

O Guia do Mochileiro da Galáxia é um filme baseado no primeiro livro (da série de cinco) do autor Douglas Adams. Já fiquei sabendo que há muitas diferenças entre a história dos livros e do filme, todos acrescentados pelo próprio autor, mas como ainda não tive a oportunidade de lê-lo, hoje vamos falar apenas do filme de Garth Jennings, estrelado por Martin Freeman, Zooey Deschanel, Sam Rockwell, Mos Def e com uma participação maravilhosa do saudoso Alan Rickman, que dá a voz para o robô maníaco depressivo, Marvin.

A história começa nos mostrando a vida de pouca sorte de Arthur Dent, que descobre que sua casa está prestes a ser demolida, mal sabendo ele que a Terra estava prestes a ser destruída e seu melhor amigo, Ford Prefect, era, na verdade, um extra-terrestre disfarçado de ator desempregado na Terra com o objetivo de se aventurar e complementar o seu Guia.

“Em muitas das civilizações mais tranqüilonas da Borda Oriental da Galáxia, O Guia do Mochileiro das Galáxias já substituiu a grande Enciclopédia Galáctica como repositório-padrão de todo conhecimento e sabedoria, pois ainda que contenha muitas omissões e textos apócrifos, ou pelo menos terrivelmente incorretos, ele é superior à obra mais antiga e mais prosaica em dois aspectos importantes. Em primeiro lugar, é ligeiramente mais barato; em segundo lugar, traz impressa na capa, em letras garrafais e amigáveis, a frase NÃO ENTRE EM PÂNICO."

Arthur e Ford fogem da Terra pouco antes de sua destruição e acabam em uma espaçonave de seres bem desagradáveis que jogam nossos mochileiros no espaço. Apesar disso, ainda nessa maré de sorte (depois de todo azar de Dent na Terra), eles são salvos por uma nave mais amigável, onde eles são resgatados pelo androide Marvin (também conhecido como meu personagem favorito). Arthur acaba reencontrando a mulher por quem ele é apaixonado e Ford, um primo meio distante, que é o ser mais escroto\idiota engraçado do filme. Juntos, eles embarcam em diversas aventuras pela galáxia.

Curiosidades

- Antes da estreia do filme em 2005, a adaptação do livro para o cinema foi tentada duas vezes, porém sem sucesso: a 1ª vez foi em 1982 e posteriormente em 2001, até chegar nas mãos de Garth Jennings, em que aceitou o projeto.

- Jack Davenport havia sido cotado para viver Arthur Dent, e Bill Murray e Will Ferrell, cotados para viver o ~muito estiloso~ Zaphod Beeblebrox.

- A partir do programa de rádio, a série foi adaptada para os livros e o filme, logo depois para a TV e jogo de computador.

- A música do teaser do filme, Wonderful World, de Louis Armstrong, também estava presente no término dos 6 primeiros episódios da série de rádio, que tem o mesmo nome do filme, exibida em 1981.

- O rosto de Douglas Adams pode ser visto como um planeta, durante o passeio de Slartibartfast pela galáxia.

- Douglas Adams também já escreveu para a série Doctor Who e Monty Python.

- E como se não bastasse escrever, o autor também já tocou com a banda Pink Floyd.

Espero que tenham gostado do nosso post especial e aguardamos seu comentário sobre esse filme que é um clássico para a cultura nerd! Até mais e obrigado pelos peixes.
Tecnologia do Blogger.