Agents of SHIELD – The Ghost


Depois de terminar a terceira temporada deixando todo mundo curioso, Agents of SHIELD volta para sua quarta temporada mantendo o mesmo clima de suspense. Nesse primeiro episódio vemos uma SHIELD totalmente modificada e, pelo que deu a entender, existe uma certa desconfiança com o novo diretor, que até o momento ainda não foi mostrado nem a sombra. Mas dá para entender essa desconfiança toda, já que a HYDRA sempre esteve dentro da SHIELD e eles nem notaram.

Coulson e Mack viraram agentes de campo e, entre uma missão e outra, tentam reunir informações que os levem até Skye/Dayse/Tremor (daqui a pouco ela tem mais nomes que a Daenerys), antes que a própria SHIELD coloque suas mãos sobre ela. Vemos, nesse primeiro episódio, o impacto que o acordo de Sokovia está tendo sobre as pessoas com poderes.

A insatisfação da May com as mudanças que foram tomadas é mais que visível, ao ponto de chegar a discutir com a Simmons sobre as separações dos membros e sobre o porquê de o novo diretor estar fazendo isso. Gostei de ver a maneira como a Simmons enfrentou a May dando a entender que ela estava fazendo aquilo pelo bem da equipe. Simmons agora parece ser o braço direito do novo diretor ou, pelo menos, um cargo de confiança bem alto. E, finalmente, a relação dela com Fitz foi para frente. Eu não aguentava mais ver esses dois no quase. Agora, essa amizade do Fitz com o esquisito lá e a decisão dos dois de esconder aquela androide está na cara que não vai dar certo e que isso vai afetar muito o Fitz dentro da SHIELD e, talvez, sua relação com a Simmons por ter escondido isso dela.

Logo no primeiro episódio já tivemos a aparição do Ghost Rider tacando fogo em tudo, literalmente. Ver a Skye, que está sendo perseguida por uma agência de espiões super treinados e, ainda assim, conseguir escapar deles e perseguir o Ghost Rider, mostra como ela foi bem treinada. Também mostraram como os poderes estão afetando o corpo dela. Será que ela vai buscar uma cura nessa temporada ou haverá consequências? Gostei da luta entre ela e o Ghost Rider apesar do furo que teve. Ela consegue usar o poder para dar saltos gigantes e explodir paredes e pontes, mas o esforço que ela fez para segurar uma prateleira foi incrível. Se ela não quisesse segurar, ele poderia ter facilmente arremessado para longe, mas esse pequeno detalhe não estraga em nada o episódio.

Meu conhecimento sobre o Ghost Rider é todo baseado no filme do ícone da Taverna, o nosso amado Nicolas Cage (quero deixar claro aqui a minha insatisfação por ele não estar no papel), e até onde foi mostrado lá, os poderes do Ghost Rider são totalmente místicos. Aí fiquei me perguntando se eles vão explorar esse lado ou se vão reescrever a história dele dando uma explicação mais científica, mas acredito que vão deixar o lado místico mesmo já que aquele fantasma ficou vagando pelo cenário. Ah, uma coisa que eu gosto muito nesses textos sobre episódios é ficar especulando o que pode acontecer na série. Bem, espero que tenham gostado do primeiro episódio. Deixem nos comentários o que vocês acharam. Valeu!
Tecnologia do Blogger.