Estante na Taverna | As adaptações amadas/odiadas dos livros


E aí, meu povo Taverneiro e LivroNíaco! Hoje vamos falar de um assunto polêmico! Não é de agora que o cinema e a televisão vêm tentando fazer adaptações de obras literárias e causando um verdadeiro desespero/ansiedade nos fãs. 

Era de se esperar que a iniciativa de trazer a vida aos nossos personagens favoritos fosse deixar todo leitor dando pulinhos de alegria. Pois é, nem de longe a realidade é essa. Atire a primeira pedra quem nunca teve receio de que certo diretor destruísse completamente a criação perfeita do seu autor favorito. Mas não é por isso que não existam exemplos de boas adaptações e, como nos próximos meses veremos duas que são muito esperadas, vamos mostrar alguns exemplos para vocês.

Primeiro quero informar aos senhores que o ILC, Instituto LivroNíaco de Catalogação, vulgo eu mesma, definiu três categorias em que foram divididas adaptações de obras escritas para o audiovisual, sendo elas: aquelas que são iguais aos livros e nós amamos, aquelas que diferem dos livros e odiamos e aquelas que diferem dos livros, mas amamos mesmo assim. Dentro dessa ideia, vamos discutir alguns casos que ilustram bem a dor de cada leitor nerd!

Adaptações iguais aos livros que amamos:

Não tem como lidar com adaptações razoavelmente fieis sem falar do sucesso mundial de Harry Potter. A franquia mundial, que conta com 8 filmes, arrebatou os corações dos fãs e até hoje encanta crianças e adultos pelo mundo todo. É de comum acordo, para quem já leu os livros, que há muitas coisas que foram modificadas, desde personagens que nunca apareceram (RIP Pirraça), até cenas que tiveram que ser cortadas, como o enterro daquele personagem que todo mundo sabe, ma a gente não pode dizer (invejosos dirão que é spoiler), que foi uma das cenas mais tristes e lindas que acontecem na franquia. Resumir um mundo, como o criado pela J. K. Rowling, em algumas horas, não seria mesmo uma tarefa fácil. E até hoje os fãs da franquia continuam a rever dezenas de vezes e continuarm a avisar aos amiguinhos sempre que o SBT (e outros canais) reprisa algum deles. #Always 

Não bastasse todo esse poderio da Tia Jô, daqui a algumas semanas haverá a estreia do Animais Fantásticos e Onde Habitam, adaptação do livro didático que é usado para ensinar os alunos de Hogwarts, que conta com um elenco de peso e todas as esperanças dos fãs que desejam retornar ao mundo mágico. Oremos para que o filme continue nesta categoria depois de estrear! 

Isso porque nem vou falar dos rumores que vivem aparecendo de que a Warner Bros teria o intuito de adaptar o roteiro da peça Cursed Child para os cinemas, coisa que, na minha humilde opinião, eles estão só brincando com os nossos sentimentos. 

Já na televisão, uma das adaptações mais faladas é Game of Thrones. Dona do fandom mais pirado dos últimos tempos e de um elenco excepcional, a adaptação das obras de George R. R. Martin já ultrapassou inclusive os acontecimentos dos livros e, embora já tenha sido declarado que as próximas duas temporadas serão as últimas, as especulações a cada dia aumentam sobre o destino dos personagens. A única coisa que sei é que o ex-Lord Comandante continua aí firme e forte, a mãe dos dragões está com sangue nos olhos e, a cada novo episódio, as pessoas se perguntam: de a série está assim, quando o livro sair será que eu sobrevivo? (e sem mimimi que isso nem spoiler é mais...)

Aquelas que diferem dos livros e odiamos:

Embora há quem diga o contrário, nós fãs temos bom coração, aceitamos as adaptações compreendendo que nada será tão bom como os nossos amados livros. Mas aí vem estúdio/diretor/satanás e passa do limite da brincadeira. Se eu for listar as 100 piores adaptações, tenho certeza que ficarei até amanhã aqui com vocês e ainda vai ter filme/série ficando de fora da lista. 

Uma das piores, na minha não muito humilde opinião, se trata dos dois filmes feitos da Saga Percy Jackson. Um fenômeno mundial de vendas, os livros do Rick Riordan (divo, maravilhoso, pai dos meio sangues) tinha tudo para ser um sucesso tão grande quanto HP nos cinemas, mas veio a Fox e, como sempre, "foxiou" tudo e, por causa disso, já faz muito tempo que os fãs pedem encarecidamente que o estúdio venda os direitos para a Netflix (a salvadora da pátria, sempre!), mas sem sucesso até o momento. Os atores eram bons, o estúdio de primeira (há controvérsias) e o roteiro nem tava tão ruim (mentira, tava ruim sim), mas por Zeus! Que defeitos efeitos especiais foram aqueles? Que Chronos era aquele? 

Além disso, me vejo na obrigação de fazer pelo menos uma menção honrosa (ou não) a Eragon, uma das melhores séries literárias que li, com um mundo medieval, magos, dragões, anões e elfos que tinha tudo para ser o Senhor dos Anéis da pré-adolescência. Sabe-se Deus o porquê daquele fiasco de filme. Jamais perdoarei o que fizeram com a minha querida Saphira! São livros densos, personagens marcantes e uma mitologia própria que, infelizmente, se limitaram às páginas escritas. 

No quesito adaptações para a TV, irei ousar citar aqui Constantine. Não porque acho que a adaptação das HQs tenha sido uma bosta, não acho mesmo, gente, mas já que foi cancelada, em algum ponto, isso acaba sendo um atestado de fracasso, muito embora eu ache que o cancelamento foi puro despeito, mas enfim!

Aquelas que diferem dos livros, mas amamos mesmo assim:

Para a lista daquelas que mudaram coisas muito essenciais e ainda assim tem todo nosso amor, como dois filhos que não seremos capazes de escolher um, gostaria de encabeçar a fila com The Magicians! Embora a adaptação para a TV tenha alterado diversos acontecimentos, é inegável que uma excelente produção somada a um bom roteiro e um elenco de qualidade, acabou roubando nossos corações e dissolvendo a teimosia natural de todo fã em ver tudo ao pé da letra. Tanto deu certo que a segunda temporada já está confirmadíssima, e todo mundo ansioso para que comece logo.

Outra que está no mesmo caminho (embora os outros deste site não concordem), é a ShadowHunters. Analisando as coisas friamente, ao contrário da anterior, a série é produzida por um canal recém comprado e tem um orçamento minúsculo perto das suas necessidades reais. Ainda assim, com todo mundo criado pela Diva Cassandra Clare, a série alcançou bons números e, muito embora modifique demais a história original, agradou o público conquistando a segunda temporada que deve começar em janeiro. Oremos para que dê certo, não está dando para perder a atuação do Harry Shum Jr. como Magnus de jeito maneira. 

Para finalizar, ainda fora das categorias e além de Animais Fantásticos, que falei acima, estreia essa semana a adaptação do Livro O Orfanato da Srta. Peregrine Para Crianças Peculiares. Eu já tinha comprado o livro há meses e só agora pude ler e, gente, que livro maravilhoso! Vai ter uma postagem específica contando para vocês sobre essa adaptação em breve, mas já adianto, se fizerem metade do que o livro é, já é filme para conquistar até os corações mais exigentes. 

Bom, gente, essa foi a minha listinha. Espero que tenham gostado e comentem as que amam/odeiam! Essa semana eu irei ver minhas crianças peculiares no cinema e volto para contar tudo para vocês! Até semana que vem!

Conheça o Canal LivroNíacos: Youtube | Twitter | Facebook | Blog

Tecnologia do Blogger.