Gotham - Better To Reign In Hell


Uma das coisas que eu mais gosto em Gotham é que o seriado não faz aquele barulho todo dizendo que vai ser a maior superprodução de todos os tempos. Eles fazem uma divulgação normal e sempre que eu assisto o seriado eu saio satisfeito, com alguns episódios mais, outros menos, mas nunca deixa aquele gosto ruim.

O episódio começou todo feliz, com Gordon indo visitar a Dra. Lee, aquele dia ensolarado e romântico e nosso querido Jim com um buquê de flores nas mãos, parado em frente à porta da casa da Dra. Lee. Então ele ouve a risada de sua amada e, quando ele olha pela janela, ela está com outro. Com o coração partido, o pobre Jim volta para Gotham e se torna um caçador de recompensas, indo atrás das experiências bizarras, criadas pelo Hugo Strange, que fugiram no final da primeira temporada. Pelo que parece, essas pessoas vão ser a trama principal do começo dessa temporada e espero que a dor de corno do Jim fique em segundo plano.

O retorno da Fish Mooney com poderes representa perigo para a população e pavor para o Pinguim, que até agora não entendeu porque ela o deixou vivo no encontro que tiveram ao final da segunda temporada. E foi esse medo que o levou até o Asilo Arkham para pedir conselhos ao Nygma (no momento em que você vai a um sanatório pedir conselho para um paciente que está internado lá, realmente sua vida está complicada) e isso nos rendeu uma cena muito boa que mostrou como a personalidade do Nygma mudou. E, depois de mostrar sua incrível habilidade de fazer origamis de pinguim sem nem mesmo olhar o que está fazendo, ele tem uma das melhores falas do episódio:
Quando Alexandre encontrou o Nó Górdio, um nó tão complexo que ninguém jamais o desfez, ele só tirou a espada e cortou no meio. Os detalhes podem ser uma distração. Às vezes... uma solução simples é a melhor opção. Não importa o que ela está planejando, basta lembrar... Pinguins comem peixe.
Gosto muito dos diálogos desses dois. Eles realmente formam uma boa dupla. Acredito que, como foi o primeiro episódio, eles quiseram mostrar todos os personagens e foi por isso que teve tanta coisa. Os próximos devem ser mais focados em personagens específicos para aquele momento da história. Mas, ainda nesse primeiro episódio, queria citar mais alguns momentos que gostei, como a parte cômica do relacionamento do Butch com a Tabitha Galavan (Butch, eu te entendo cara); a apresentação da nova repórter que parece que vai deixar a vida do Gordon ainda mais agitada; e o plano do menino Bruce para descobrir quem é o grupo que está controlando as empresas Wayne. E eu gostei como ele peitou os membros do conselho. Mas, ao final, o plano deles pareceu não terem dado muito certo. Eu fiquei imaginando que o assassino da liga iria pegar o clone do Bruce que apareceu agora por engano.

E, por último, achei muito boa a maneira que utilizaram para poder mudar a atriz que interpreta a Ivy. Agora, quando ela reaparecer mais velha, não vai causar nenhuma estranheza. Gostei também que conseguiram manter o ritmo da temporada passada. Por enquanto, resta esperar até a semana que vem para ver a continuação da história.
Tecnologia do Blogger.