Lucifer - Everything's Coming Up Lucifer


Finalmente chegou a 2ª temporada de Lucifer e pelo o que podemos ver, Chloe ainda não se permite acreditar que Lucifer é o próprio Diabo. Com o final da temporada passada, achei que ela finalmente iria abrir os olhos e enxergar a verdade, mas ainda há tempo, não é mesmo?

Acho que todos estavam ansiosos para ver a chegada da Mama Morningstar (Charlotte) na série, eu só não esperava que o próprio Lucifer também estaria tão ansioso por isso. O desespero dele estava tão óbvio que creio que foi contagiante já que no final das contas até eu já estava suspeitando de todo mundo que aparecia.

Se colocar o último episódio da 1ª temporada e o primeiro episódio da 2ª temporada, nem vamos notar no intervalo entre uma e outra. Gostei que foi mostrado bem os impactos dos últimos acontecimentos, voltando exatamente de onde paramos. Pudemos ver Chloe agora desconfiada sobre a verdade, Linda não dando mole para os joguinhos de seu paciente problemático, Maze tentando redescobrir sua vida e Amenadiel, por alguma razão, tendo problemas com os seus poderes. Acredito que nessa temporada eles poderão desenvolver mais cada um desses personagens.

Falando em Amenadiel, além de estar bem intrigada com o fato de ele estar com os poderes falhando, outra cena que gostaria de destacar foi a conversa dele com a Chloe. Como assim ele quis fazer com que ela acreditasse que o Lucifer é louco e que toda história que ele conta é mentira? Entendo a posição dele, mas causou uma pequena revolta, pois fui iludida! 

Senti falta da pequena Trixie, confesso, e não sei o que o Dan ainda está fazendo na série, mas gostaria de falar sobre a nova personagem que nos foi apresentada: Ella Lopez. Aimee Garcia (Dexter) me conquistou de imediato em seu papel como Ella: inteligente e divertida, gostei muito de saber que a personagem será recorrente nessa temporada.

Esse primeiro episódio houve muitas cenas divertidas. Não importa o quanto o assunto seja sério, certas atitudes e algumas sacadas de Lucifer sempre nos fazem dar boas risadas, como a cena em que ele apanhou lindamente da Bobby B, suplicando para que, caso ele morresse, ninguém descobrir que foi daquele jeito.

Também adorei ver Maze e Dr. Linda juntas e sendo amigas. Eu estava tão preocupada com a mãe do Lucifer aparecer que não me dei conta de que a Maze poderia mesmo estar com a Linda. Eu estava acreditando fortemente que a Mama Morningstar chegaria colocando fogo e destruindo tudo, fiquei naquele suspense, tentando descobrir no corpo de quem que a mulher estava, pra no final ela aparecer toda indefesa na porta de Lucifer pedindo ajuda ao filho. 

E não podemos esquecer da cena em que Lucifer cantou Jimi Hendrix, não é mesmo? É sempre marcante os momentos em que ele está sentado ao piano. Tom Ellis tem mesmo uma bela voz. Agora eu já estou desconfiadinha e curiosa para ver o que será do próximo episódio, e vocês? Deixem seus comentários!
Tecnologia do Blogger.