Agents of SHIELD: Let Me Stand Next to Your Fire


As engrenagens estão começando a se juntar. Finalmente pudemos ver um pouco dos personagens juntos novamente e, por mais que a equipe inteira ainda não estivesse unida, deu aquele gostinho nostálgico da época em que todos estavam no mesmo time (até mesmo o Ward, nem que fosse para trair).

Os primeiros episódios já estavam interessantes de se acompanhar, mas com essa sensação que esse quarto episódio deixou fez com que a expectativa para os próximos crescesse absurdamente. Só de pensar que teremos May, Daisy, Ghost Rider, Coulson, Fitz, Simmons e Mack em missões contra grupos terroristas, Inumanos revoltados, criaturas sobrenaturais ou alienígenas perdidos, independente do que for, eu quero é ver essa equipe junta.

O próprio Ghost Rider, que vinha sendo um personagem mediano, se tornou mais interessante depois que o Filho de Coul deu uns “tapas na cara” dele (não no momento que estava pegando fogo) e mostrou que sua vingança pessoal abrange algo muito maior. Aquele pequeno fan service quando ele pega as correntes em chamas foi de encher os olhos de lágrimas. Depois desse episódio, eu consegui imaginar uma série solo do Ghost Rider. 

Talvez com uma série solo dele, poderíamos até ver ele encontrando antigos Ghost Riders e, com isso, aprendendo a controlar melhor seus poderes. E, é claro, essa é a nossa chance de poder ver o mito Nicolas Cage novamente em um dos papéis mais memoráveis de sua carreira, o Motoqueiro Fantasma (rezando todo dia para que isso aconteça)!

Agora, indo para o núcleo científico da série, assim como Fitz, eu estava morrendo de medo da Simmons descobrir sobre a Android 18 Aida, mas para a surpresa geral de todos e pelo sonho do Fitz em perpetuar sua espécie, ela não pareceu ter ficado aborrecida, pelo contrário, pareceu até empolgada. A todo momento que eu via a May olhando torto para a Aida, eu imaginava uma giratória seguida de uma cabeça rolando no chão.

Por mais que o grupo Watchdogs esteja cheio de boas más intenções, até o momento eles ainda não conseguiram botar medo, já que a equipe do Coulson parece ser muito superior a eles. Espero ver mais personagens como o Ward, por exemplo, que fazia com que a gente se preocupasse com os agentes.

Será que agora que um dos objetivos deles é encontrar esse poderoso livro que, segundo Coulson, despertava interesse até mesmo no Caveira Vermelha, essa poderia ser uma deixa para colocar a Pecado, filha do Caveira Vermelha, como vilã da série? São apenas teorias, mas no universo Marvel tudo é possível.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.