Arrow - Legacy


Arrow voltou para sua quinta temporada e com ela trouxe junto nossa esperança de que agora a série vai para frente. Bem, esperança é a última que morre, não é mesmo? Mas, assistindo, eu fiquei com a impressão de ser mais do mesmo. Sei que julgar pelo primeiro episódio pode ser uma atitude muito equivocada, só que, como eu disse, está parecendo muito com a temporada anterior. Sim, teve seus bons momentos e, antes que alguém diga que eu assisto Arrow só para falar mal, saiba que eu gosto da série, mas tem coisas que vem me incomodando faz tempo e, pelo que ando vendo, não sou o único.

Algo que eu gostava antes no Arqueiro Verde é que ele matava os inimigos. Já tem muito herói por aí que só deixa desacordado os capangas, captura o chefão e prende. O Oliver tinha esse diferencial que deixava o personagem mais realista, porque se você está sozinho apenas com um arco e flecha contra doze bandidos te dando tiro com metralhadoras, em primeiro lugar, você vai morrer... Digo, você vai tentar se salvar e, com isso, mortes acontecem. Era assim no começo, mas, com o passar do tempo, seu coração foi amadurecendo e com a influência da equipe ele parou de matar. Agora ele voltou a esse estilo. Não acredito que vá durar muito, já que a própria Thea já chamou a atenção dele para isso, mas espero que dure porque personagem bom moço já temos o Flash que, apesar de não matar os inimigos, faz merda na linha do tempo de todos (Flash é um vilão, certeza!).

O Oliver realmente tem uma personalidade difícil. Quando você acha que o personagem amadureceu, ele mostra que ainda está verde (desculpa pelo trocadilho). Ele começou a ver como era importante ter uma equipe ao seu lado e que ele sozinho não conseguiria resolver os problemas da cidade como prefeito e vigilante. Porém ele quer essa equipe ao seu lado somente se for a sua antiga equipe, mas as pessoas que saíram dessa vida de vigilante já estão seguindo em frente e, pelo que a Thea disse, estão felizes com isso. A Felicity ficou o tempo todo falando: “dá uma olhada nesse pessoal, eles têm potencial”, mas já ficou claro em todos os trailers, teasers e no final do episódio que o Oliver vai começar a treinar uma nova equipe. Será que vai sair algo bom disso?

Estamos na quinta temporada e o passado do Oliver continua sendo mostrado. O cara em cincos anos, em teoria “preso numa ilha abandonada”, viajou o mundo todo e fez mais coisas que quase todos os fãs da série juntos. Mostrar o passado do personagem com flashbacks é interessante em momentos específicos ou quando você tem muitos personagens a serem trabalhados, como foi no caso de LOST que era sobre um personagem e você acabava conhecendo um pouco mais sobre ele, mas, nesse caso, são cinco temporadas só do Oliver. Será que, em algum momento, a série vai deixar isso de lado e tentar focar só no presente? Porque, pelo menos no meu caso, eu sinto que, às vezes, isso quebra o ritmo do episódio.

Estou curioso para ver quando o Flashpoint vai afetar a história de Arrow. Imaginei que seria logo de cara, já começando com a nova história e com os personagens sendo trazidos de volta, mas acho que só depois dos acontecimentos que vamos poder julgar se Arrow realmente melhorou ou não. Comentem aí o que vocês acharam desse primeiro episódio. Valeu!
Tecnologia do Blogger.