Bungou Stray Dogs - Um dia, num lugar com vista para o mar


O episódio dessa semana terminou tão forte que eu fiquei paralisada sem saber por onde começar essa review, mas é aquele ditado: vamos começar do começo.

Finalmente descobrimos o motivo pelo qual Odasaku não matava, e foi uma história bonita ver o que ele levou pra vida depois que aquele homem misterioso (que eu ainda acho que será uma importante revelação no futuro) sugeriu que ele deveria escrever uma história de sua autoria. Como ele teria propriedade para falar de gente e de como viver, se ele vivesse tirando vida de pessoas? 

No episódio passado, depois de ter sido resgatado, Ango abandonou Odasaku ferido e fugiu com uma escolta. Nesse 15º episódio, descobrimos que essa escolta era do Estado, e que Ango não era um agente duplo, e sim, um agente triplo: Monitorando a Máfia do Porto pelo Estado e monitorando a Mímico pela Máfia do Porto. Pelo visto, o fato não era esperado nem por Dazai e nem por Odasaku, deu pra ver que, de certa forma, a amizade ali era sincera, mas como os três tinham ordens a serem seguidas, o trio se separou para evitar que tivessem que matar uns aos outros.

Essa segunda parte da primeira temporada de Bungou Stray Dogs pode até ser chamada por alguns fãs de “spin-off do Dazai”, mas quem vem roubando a cena é Odasaku. Esse poder dele de prever apenas 5 segundos do seu futuro é bem interessante, e agora, temos outro personagem com esse mesmo poder, o que fez com que a “batalha” entre eles se tornasse um looping insano. Ainda não sei bem o que esperar desse Gide, o líder da Mímico, mas algo me diz que vem coisa grande por aí. 

Então vamos falar sobre o final desse episódio. Amei ver o quanto Odasaku era apegado à aquele senhor com quem ele deixou aquelas crianças e o quanto ele se importava com elas, e de repente, vimos que este senhor foi assassinado e, quando eu pensei que as crianças seriam apenas sequestradas, elas são mortas bem na frente de Oda. Achei aquela cena muito forte, deu pra sentir a dor dele em ver aquela van explodindo. Acho que essa foi a deixa pra ele deixar seus princípios de lado e começar a matar, já que ele mesmo diz que não tem mais como ele escrever.

Sem palavras pra dizer o quanto estou ansiosa pelo próximo episódio. O que vocês estão achando dessa parte de BSD? Não deixem de comentar!

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.