Legends of Tomorrow - The Justice Society of America


Nossas Lendas e a Sociedade da Justiça da América já começaram batendo de frente, mas acho que seria normal, não é mesmo? Pense você em 1942 e chega um bando de gente esquisita falando que veio de 2016 e que estavam ali protegendo Albert Einstein… Claro que a SJA ia achar todo mundo louco.

O pessoal estava muito ansioso para ver a Sociedade da Justiça da América em Legends of Tomorrow, mas achei que Rex, Comandante Aço e Vixen se destacaram mais. Não sei se a Sociedade permanecerá na série ou se foi apenas uma participação, mas eu gostaria de ver mais da Stargirl, do Manto Negro e do Doutor Meia Noite.

Quando Nate bateu os olhos na SJA, pensei que a euforia era só por ser um historiador e tal, mas quando descobrimos que ele era neto do Comandante Aço, o negócio ficou mais pessoal. Nesse segundo episódio descobrimos o quanto ele corre perigo nessas missões com as Lendas e ver a Sara preocupada com ele e ainda explicando que até os mais fortes e corajosos ali podem morrer foi interessante. Acho que todos tivemos a mesma reação: finalmente alguma menção ao Snart.

Falando em Sara Lance, ela já começou essa temporada se destacando e nesse segundo episódio não foi diferente. Sempre a achei uma personagem forte e interessante, tanto que adorava vê-la de igual pra igual (ou até mesmo superior) ao Snart e ao Mick, agora além disso, ela vem servindo muito bem como o alívio cômico da série e se saindo uma ótima líder enquanto Rip Hunter está fora. Gostei das cenas em que ela batia de frente com o Rex pela liderança do grupo, e ver o Stein colocando ela no comando foi como colocar a coroa que faltava na cabeça dela (rainha da série, né, mores?).

Se bem que Rip havia treinado tanto o Jax para tomar conta da nave caso um dia ele não estivesse mais por ali, que acharia justo a Sara como líder de batalha e o Jax como líder do grupo. Creio que os dois manejariam as coisas bem juntos.

Já sob as ordens do Stein, como pudemos ver, as coisas sairam um pouco do controle, se bem que foi divertido vê-lo encarnado no disfarce de Max Lorenz. No momento em que aquele nazista começou a desconfiar e mandou ele cantar alguma canção, eu jurava que eles seriam descobertos naquele momento, mas fomos surpreendidos por um vozeirão que ninguém esperava.

A Mulher Gavião saiu da série, mas parece que já estão tratando de empurrar outra pessoa para o Ray, ou foi impressão minha? Até que eu gostei da interação da Vixen com Palmer, mas espero que eles não queiram romantizar isso no futuro. Não sei se é impressão minha, mas estão tratando o Ray como se ele fosse um personagem muito bobo, como se não estivessem valorizando o mesmo.

Gostei do contraste entre a SJA e as Lendas: uma equipe organizadamente perfeita e outra onde ninguém consegue entrar em um acordo. Apesar das diferenças, gostei de ver as equipes trabalhando juntas e, com o final desse episódio, creio que ainda vem muita coisa interessante pra acontecer com eles. Rex morreu dizendo “viajantes do tempo”, será que Vixen vai culpar nossas Lendas? Comentem o que acharam!

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.