Legends of Tomorrow: Shogun


Como era esperado, já começamos o episódio com a Vixen indo atrás das Lendas e botando todos eles para dormir, o que ela não esperava (e nem a gente, eu acho) é que depois de atacar o Mick, Vixen acabaria desacordada após um golpe do Surfista Prateado Steel.

Apesar de ter começado nessa vingança cega da Vixen, gostei da conversa que ela teve com a Sara e em como ela compreendeu rápido que poderia ter interpretado errado as últimas palavras de Rex. Seria muito chato se ela passasse o episódio inteiro perseguindo as Lendas e as culpando por algo que eles não fizeram.

Após o acidente envolvendo Nate e Ray, nossas Lendas foram para em uma época de samurais, no Japão, em 1641. Gostei muito do ambiente desse episódio, das lutas de espadas e ninjas surgindo das árvores. Sara e Vixen fizeram uma boa dupla e aquela cena das duas enfrentando aqueles samurais foi muito bonita de se ver. 

Parece que a Vixen escolhe um membro da equipe do Rip para implicar a cada episódio. Se antes era o Ray, agora Mick havia tomado seu posto. Foi compreensivo toda a desconfiança dela em relação ao Rory, mas isso fez com que a interação entre eles durante o episódio inteiro tenha sido muito divertida. Foi muito bacana também, no final, quando ela o presenteia com uma shuriken. Deu para ver o brilho nos olhos do Rory, que pareceu ter esquecido ser o Onda Térmica naquele momento.

A real é que Mick Rory certamente foi o destaque desse episódio. Parece que nossa querida Sara Lance não está levando o alívio cômico da série sozinha. Dei boas risadas com as tiradas e piadas que saíam da boca do Mick como se fosse a coisa mais natural do mundo. O que o torna divertido é que ele não se esforça para ser engraçado, ele só tenta manter sua pose de bandido mal humorado por mais que todos nós já saibamos que ele não é um cara tão ruim assim. Ver sua empolgação em relação aos ninjas, por exemplo, foi impagável!

O episódio também foi recheado de referências e aposto que fez muita gente vibrar à cada uma delas. Chuck Norris, Mestre Yoda e Lost foram citados de uma maneira muito divertida, além de termos conhecido a primeira Katana e descoberto uma mensagem misteriosa de ninguém menos que o Barry Allen do futuro! Não foi algo que pareceu ser uma menção só para mostrar que a série é bacana e faz grandes referências, foram coisas que fizeram total sentido ao episódio e que surpreendeu, de forma positiva, quem assistiu.

Apesar do Nate ter sido o centro das atenções devido à sua recente transformação no Steel, acho que o Ray ainda conseguiu se destacar mais do que ele. Achei que foi demais vê-lo tentando destruir sua própria armadura para salvar os outros. Entendo que talvez essa perda sirva como forma de amadurecimento para o personagem, mas não queria que ele perdesse totalmente o traje do Atom, o que me faz me agarrar na esperança de que, talvez, ela não tenha sido, de fato, destruída.

Estou bem animada com essa segunda temporada de Legends of Tomorrow e a cada episódio novo eu me surpreendo e me divirto muito assistindo. O que vocês tem achado?

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.