The Flash: Paradox


Eu entendo que o nome do primeiro episódio teve um certo apelo comercial, mas achei que Flashpoint foi grande demais para o episódio que vimos. Entendo que os dois primeiros episódios funcionem melhor sendo assistidos juntos, mas ainda acredito que se tivessem feito Paradox com uns 10 minutos a mais de uma introdução sobre o que aconteceu no Flashpoint, nem teria sido necessário aquele primeiro episódio.

Pudemos ver as primeiras alterações na linha do tempo de Arrow causadas pela viagem que Barry fez ao passado. Na conversa que ele teve com a Felicity, só podemos notar que o Diggle não tem mais uma filha, e sim um filho, mas em momento nenhum foi citado que a Laurel Lance não havia morrido. E como vimos em algumas notícias, a personagem volta para a 5ª temporada de Arrow. Então será que Barry viajará novamente no tempo?

Depois da conversa que ele teve com Jay Garrick, achei que Barry havia entendido que ele não deveria alterar a linha do tempo e que ele tinha que arcar com as consequências de suas decisões. Mas será que, quando ele descobrir que a Caitlyn está se tornando a Nevasca, vai fazer com que ele mude de ideia? 

Estamos tão acostumados a ver um Cisco sempre alegre que vê-lo deprimido e implorando ao Barry para que ele voltasse no tempo para salvar seu irmão chegou a dar dó. Mas, pelo menos, no final do episódio pudemos ver o Cisco tentando seguir em frente e aos poucos voltar a ser o que era.

Talvez pelo Dr. Alchemia não ser um velocista e ser tão misterioso, achei ele mais interessante como vilão do que o Rival. Já tivemos o Zoom e o Reverso. Talvez ver o Flash enfrentando um personagem com quem ele não precisaria competir sobre quem é o velocista mais rápido daria um ar diferente do que já foi mostrado nas outras temporadas, mas infelizmente o Rival vai acabar sendo o vilão principal.

E como foi bom ver o Tom Felton de volta em uma obra que possui um grande número de fãs. Realmente ele nasceu para interpretar aquele tipo de personagem que não se dá bem com o principal. A química entre ele e Grant Gustin foi muito boa, dando vontade de ver mais cenas com os dois contracenando juntos. Deixem suas opiniões sobre o episódio nos comentários!
Tecnologia do Blogger.