Agents of SHIELD: The Good Samaritan


Pelo jeito, o Diretor Jeffrey Mace mostrou que não aceita muito bem traições, mesmo quando elas têm como objetivo salvar o mundo. Ele mandou Simmons para uma suposta missão, mas ficou a sensação de que ele irá usá-la como uma “vantagem”, caso a equipe do Coulson saia do controle. Ou ele realmente mandou ela para uma missão. Vai que ele só tem cara de psicopata, mas lá no fundo é um amor de pessoa? Depois disso, ele iniciou uma caçada pela Daisy (Skye, Tremor, Cavalaria Jr., daqui a pouco ela está com mais nomes que a Daenerys) e pelo Robbie dentro do avião da SHIELD.

Quando tudo parecia que iria dar certo para os planos do Coulson, Mace acaba encontrando quem ele procurava e acaba recebendo o que merecia. Cada soco que o Ghost Rider dava no Diretor, eu pensava igual aos outros agentes: “se isso não parar vai dar problema, mas quero tanto que continue”, mas, infelizmente, a vida do Diretor Mace foi poupada (todos lamentam). Depois desse acidente, Coulson teve que usar toda sua experiência para convencer Mace a deixar Daisy e Robbie participarem da missão.

Também descobrimos o passado de Robbie e como ele se tornou o Ghost Rider. Depois do acidente, vimos ele recebendo o poder de um antigo Ghost Rider, que se formos analisar a linha cronológica do personagem do cinema e TV, aquele deveria ser o Johnny Blaze, que foi interpretado por ninguém menos que o nosso amado Nicolas Cage. Como eu torci para que mostrasse o Nicolas com aquele sorriso carismático fazendo participação especial nesse episódio, mas infelizmente só vimos sua forma decadente de caveira.

Houve aquele breve momento que lágrimas escorreram quando o nome de Peggy Carter foi citado. Ainda não entendo como uma personagem tão importante para o Universo Marvel teve sua série cancelada. Espero participações dela em Agents of SHIELD, como em flashbacks contando melhor sobre a criação da agência, até porque, de alguma maneira, eles terão de arrumar um jeito de contar melhor sua história.

Quem resolveu revelar suas reais intenções foi o Eli Morrow. A pessoa que parecia ser contrária a todo aquele projeto, no fim das contas, foi o grande responsável por transformar todos em fantasmas. Com isso, pudemos ver quão grande é a influência daquele livro nas pessoas, o que me deixou com um pouco de medo no momento em que a May teve que sair com ele, mas como ela já foi afetada pelos fantasmas, talvez ela tenha uma certa imunidade (adoro como os episódios de SHIELD faz com que criemos mil teorias sobre o que pode ter acontecido e normalmente nenhuma está certa).

Depois da explosão em que Eli obteve os seus poderes, deu a impressão de que Coulson, Mack e Fitz desapareceram. Será que foram transportados para outra realidade, presos no espaço tempo, transportados para um planeta onde não tem sol ou simplesmente foram jogados para longe de onde as câmeras estavam filmando? Uma coisa é certa: esse episódio criou muitas expectativas para o próximo.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.