Arrow: Human Target


Não sei dizer se o nível dos episódios estavam muito baixos ou se esse quinto episódio foi realmente acima da média. Não que a série tenha tido grandes mudanças, mas foram pequenos detalhes que tornaram o episódio mais agradável. 

Pra começar, o retorno de John Diggle à história. Ficou claro como a presença dele trouxe um clima mais calmo à equipe. Até mesmo o Rene, que vinha sendo um personagem insuportável em todas as cenas que aparecia, ficou mais “simpático” enquanto conversava com o John. 

Por um breve momento, Oliver pareceu ser um cara legal, mas infelizmente era só alguém se passando por ele, o que foi uma pena porque aquela personalidade combinou muito mais com o Oliver do que esse velho ranzinza que ele vem sendo nos últimos tempos. Talvez seja esse o grande problema de Arrow, a personalidade do Oliver não te ajuda a simpatizar com o personagem. 

A cena em que ele falou com a repórter onde ele se mostrou todo confiante e a outra em que ele bateu de frente com o Vereador se mostrando educado e ao mesmo tempo ameaçador é um Oliver que eu gostaria de ver, porque sempre que eu via uma imagem do Arqueiro Verde nos quadrinhos ou em alguma animação, com aquele visual parecendo alguém fazendo cosplay meio Peter Pan e meio Robin Wood, eu imaginava uma personalidade assim mais divertida.

Vimos mais um pouco de como foi o tempo do Oliver na Bratva e nem tudo foram torturas, ele também teve uns 5 minutos para aproveitar uma festa. E como a máfia russa passa uma confiança! Você olha para aqueles caras e realmente acredita que ali está cheio de assassinos. E mais uma vez os personagens do passado do Oliver desses cinco anos em que ele esteve desaparecido, vem fazer parte do seu presente. Só que dessa vez ele não sabia que já havia sido salvo pelo Christopher Chance, o Alvo Humano.

Vamos falar de Prometheus, não o filme do Ridley Scott, mas sim do Arqueiro Negro que parece que vai assumir o posto de vilão principal de Arrow nessa temporada. Como eu não conheço os quadrinhos do Arqueiro Verde, não conheço o personagem, mas a impressão que ele passa é que ele pode ser um inimigo no mesmo nível do Deathstroke.

Fiquei feliz com esse episódio de Arrow e espero que continue nesse caminho.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.