Top 5 da Taverna: Atrizes


As Musas do De Volta Para a Taverna


Hayley Atwell começou sua carreira nos teatros em 2005 e dois anos depois estreou em seu primeiro filme, "O Sonho de Cassandra", mas foi só em 2011, com a estreia do primeiro filme do Capitão América que Hayley se tornou mundialmente conhecida como a Agente Peggy Carter.

O que mais faz de Atwell uma artista maravilhosa é sua personalidade. Sem dúvidas ela é uma mulher belíssima, mas quando se fala em Hayley Atwell a primeira coisa que vem em mente é seu bom humor. Vimos isso tanto em seus vídeos de batalha de dubsmash com o elenco de Agent Carter vs o elenco de Agents of S.H.I.E.L.D quanto em suas postagens no twitter (que, infelizmente, ela deletou) quanto em seu instagram (que graças aos céus ela voltou).



Também lançada nos teatros, Scarlett Johansson estreou nos cinemas em 1994 e desde então não parou. Além de atriz, ela também canta, tendo participado de diversas trilhas sonoras de filmes como em "Her", filme ao qual deu a voz à Samantha. Também adotada pela família Marvel, Johansson chegou no UCM em 2010, onde teve sua primeira aparição como Natasha Romanoff no segundo filme do Homem de Ferro.

Considerada uma das mulheres mais sexys da Hollywood moderna, a atriz se destaca em filmes de ação, o que é bacana já que isso mostra que ela não precisa de papéis apelativos para fazer tanto sucesso, mesmo assim, impossível não ver Natasha Romanoff, Lucy ou Maaya Sakamoto em ação e não fantasiar sendo vítima de uma delas. 



Os primeiros filmes que deram destaque à Eva Green foram "Cruzada" (2005) e "Casino Royale" (2006), esse último lhe rendeu dois prêmios. Seu trabalho mais recente foi em "O Lar das Crianças Peculiares", onde finalmente realizou o sonho de uma parceria com o diretor Tim Burton, mas ainda assim, creio que a atriz ainda será lembrada por muito tempo pela sua atuação em Penny Dreadful como Vanessa Ives.

Dona de uma beleza e uma atuação peculiarmente sensacional, seus papéis mais marcantes são aqueles em que ou a personagem é louca ou requer cenas picantes, porque apesar da atriz ser uma pessoa tímida, como ela mesma já assumiu em diversas entrevistas, quando está em frente às câmeras ela simplesmente se entrega e faz um trabalho tão maravilhoso que você acredita, facilmente, que aquilo é real.


Certamente Jennifer Lawrence ganhou destaque mundial ao estrear na franquia dos X-Men como Mística e logo em seguida a arqueira Katniss Everdeen de "The Hunger Games", mas ela não começou aí. Antes desses filmes, a atriz já havia feito seis outros filmes, tendo sido premiada em dois deles: o independente Inverno na Alma, de Debra Granik e Vidas Que Se Cruzam, de Guillermo Arriaga, mesmo roteirista de Babel.

Esses dias ouvi dizer que ela é a atriz mais desastrada de Hollywood, alguém duvida? Nos últimos cinco anos a atriz já cometeu gafes em tantos eventos e premiações que fica difícil contar. O ponto positivo da atriz é simplesmente esse: apesar do sucesso, da fama e do poder que ela veio ganhando nesse tempo, ela não quis se moldar em um estereotipo que ela não se encaixa e creio que isso que conquistou tantos admiradores.

Foram mais de 10 anos da vida de Emma Watson dedicados à brilhante Hermione Granger da série "Harry Potter" e foi assim que ela começou a conquistar tantos fãs. Agora, aos 26 anos, ela é Embaixadora da Boa Vontade da Agência ONU Mulheres e uma grande filantropa que preza pela sustentabilidade ambiental e humanitarismo.

Quem pensou que a atriz seria esquecida pelo público após o fim de HP foi muito enganado. Além de ter se destacado como Sam em "As Vantagens de Ser Invisível", ela vem fazendo tantos trabalhos importantes que a probabilidade de ela crescer ainda mais como uma das mulheres mais importantes da atualidade é grande. Mesmo com tantos trabalhos comunitários, ela continua com seus trabalhos como atriz, o próximo sendo o live action A Bela e a Fera, que estreia em 2017.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.