Crítica: Hyouka


Todos nós temos aquelas obras que gostaríamos que todo mundo conhecesse, pode ser filmes, séries, músicas, animes e muitas outras coisas. No meu caso, eu tenho um anime que considero especial. Não é meu favorito, mas é um deles. Então vou falar um pouco para vocês hoje sobre Hyouka.

Uma boa história tem que te fazer sentir algo como medo, alegria ou felicidade e Hyouka te oferece isso. O anime traz um clima de nostalgia de quando você era criança e ia assistir seus desenhos favoritos no final da tarde.

Hyouka conta a história dos quatro membros do clube de literatura clássica, sendo que o foco principal é em Oreki Houtarou, que é a personificação da preguiça, e Chitanda Eru, uma garota cheia de energia e com uma curiosidade infinita. Junto com Ibara Mayaka e Fukube Satoshi, eles tentam descobrir o que aconteceu com o tio da Chitanda que parece estar relacionado com o passado do clube de literatura clássica.

Uma coisa interessante no anime é que ele tem vários arcos dentro do arco principal. Hyouka é um anime de investigação, mas não são tramas que vão te deixar louco, são histórias simples, porém contadas de um jeito que desperta sua curiosidade e faz com que você queira descobrir junto com os personagens.

Além do enredo principal ser muito original, a história conta também com muitas citações às obras de Sir Arthur Conan Doyle (Sherlock Holmes) e Agatha Christie (O Caso dos Dez Negrinhos e Assassinato no Expresso do Oriente).

Além de uma boa história, os estilos de câmeras são sensacionais, sem contar que a animação é muito fluida e isso somado à cenários muito bem desenhados, cores bem vivas e personagens carismáticos talvez seja a fórmula para que Hyouka seja tão especial.

Esse é um anime que você não precisa ser um grande fã da animação japonesa para gostar. Já indiquei para vários amigos que não têm nenhuma paciência para animes e todos gostaram. Então, se você leu o texto até aqui, vale a pena dar uma conferida. Depois deixe aqui sua opinião dizendo o que achou. Até mais!


Tecnologia do Blogger.