Crítica: Primeiro da Classe (Front of the Class)


Hoje eu vou falar sobre um filme um pouco diferente do que costumamos falar aqui no De Volta Para a Taverna, vamos falar de Front of the Class. Primeiro da Classe (como foi traduzido aqui no Brasil) é um filme biográfico estadunidense que foi feito para a TV em 2008. O filme tem direção de Peter Werner e foi baseado no livro de Brad Cohen, que é o protagonista do longa.

A história acompanha Brad Cohen, um homem diagnosticado com Síndrome de Tourette, uma doença que faz com que as pessoas tenham espasmos e façam sons esquisitos involuntariamente. O grande sonho desse homem era ser professor e é claro que muita gente olhava com descrença quando ele dizia isso, mas Brad estava disposto a ir contra a ignorância das pessoas e do seu próprio medo para provar que ele poderia sim realizar seu sonho.

O filme mostra Brad desde os seis anos, quando a doença se manifestou pela primeira vez, e vimos como ele teve uma infância difícil na escola já que tanto professores quanto alunos não compreendiam suas atitudes e acabavam o considerando como uma criança rebelde e desrespeitosa. Em casa, sua mãe se esforçava para lidar com ele, seu irmão mais novo não via problemas, mas seu pai simplesmente não suportava ver a forma como o filho se comportava.

O interessante desse filme é que por mais que a temática seja séria e pesada, ela tem uma forma leve de ser contada. O próprio Cohen vai narrando sua história e logo você se vê conquistado pelo personagem e pela forma como ele decidiu levar a vida dele. Depois de mostrar sua infância, acompanhamos o Brad já adulto em busca de seu primeiro emprego como professor, e o que você sente é um misto de revolta e angústia a cada entrevista que ele faz e a cada olhar atravessado que ele recebe. O currículo dele deveria ser melhor do que o de muita gente sem deficiência alguma, mas era só a Tourette aparecer que logo descartavam ele da lista de candidatos.

Quando ele finalmente consegue seu primeiro emprego, você consegue se sentir abraçado pela cena ao ver como as pessoas o receberam na nova escola. Corpo docente e discente ficaram maravilhados com a forma como Brad conciliava seu sonho e sua síndrome. 

Inspirador, divertido e emocionante, Primeiro da Classe é um filme muito gostoso de se assistir. Confira o trailer abaixo:




Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.