Legends of Tomorrow: Invasion! (4)


E o fim do crossover chegou no episódio de Legends of Tomorrow, dessa vez dando mais espaço para os viajantes do tempo fazerem diferença na história. Personagens que até agora não tinham tido muita participação como Cisco, Felicity, Amaya e Nate, saíram em missão de voltar ao passado e descobrir mais sobre os Dominadores. 

Cisco então decide mostrar todo o seu potencial de amigo de Barry Allen e faz merda na linha do tempo. Ele só parou de ficar chato depois que ele percebeu como “um simples bater de asas de uma borboleta pode causar um tufão do outro lado do mundo”. Isso prova, mais uma vez, que a minha teoria de que se todos os personagens de The Flash tivessem assistido Efeito Borboleta, muita coisa seria evitada.

Quem diria que em um grupo onde tem uma assassina da Liga das Sombras, um cientista milionário e um Mick, o mais irresponsável seria o membro mais experiente da equipe com cabelinhos brancos e cara de bom senhor. Parece que toda vez que o Stein decide fazer alguma coisa, vem aquela célebre frase na cabeça: vai dar merda. Principalmente nas conversas dele com o Jax, a gente vê o quão irresponsável ele é. As opiniões do Jax sempre são mais sensatas. Agora que Stein descobriu ter uma filha e aceitou isso, as chances de ele bagunçar ainda mais a linha do tempo estão cada vez maiores.

O grande objetivo dos alienígenas era fazer com que Barry Allen parasse de tentar “consertar” as coisas. Isso mostra todo o potencial de fazer coisas erradas tentando fazer as coisas certas que o nosso amigo vermelhinho tem. Precisou alienígenas virem para a Terra para falar pra ele: “Chega de fazer besteira!” Claro que eles iriam tomar atitudes mais drásticas do que só falar.

Como sempre, todo episódio de Legends of Tomorrow tem uma boa dose de humor e dessa vez não foi diferente. Mick conseguiu se destacar em duas cenas que nos divertiram bastante: primeiro quando ele e a Sara ficam comentando sobre como a Presidente era atraente enquanto ela fazia um discurso e depois a leve cantada que ele deu na Kara, na maior cara de pau, pedindo para ela ligar para ele.

Para finalizar, a cena que eu mais gostei foi a citação do Ray dizendo que a Kara era parecida com a prima dele, fazendo uma clara referência a quando o ator interpretou o Superman nos cinemas.

Confira nossa crítica geral sobre esse mega crossover da CW aqui.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.