Agents of S.H.I.E.L.D.: Wake Up


Sei que já disse isso antes, mas estou adorando esse clima de espionagem do arco LMD em Agents of S.H.I.E.L.D. Só a ideia de que aquele personagem pode não ser realmente ele e sim um androide, que nem mesmo a cópia sabe disso por si só, já é um tema que prende a atenção de quem assiste a série. Não dá para ter certeza de quantos agentes o Dr. Radcliffe substituiu dentro da S.H.I.E.L.D.. Como vimos nesse episódio, além da May ele também havia colocado uma versão robótica de si mesmo para ser capturado caso fosse descoberto, isso faz com que qualquer decisão que os personagens tomem diferente das que estamos acostumados faça com que a desconfiança sobre eles apareça.

Engraçado que quando uma pessoa não passa confiança, fica difícil acreditar quando diz a verdade. Aconteceu isso comigo em relação ao General Talbot. Mesmo tendo o Radcliffe e a Aida como inimigos nesse arco, nada tirava da minha cabeça que havia sido o Talbot quem havia vazado informações. Fiquei bem surpreso com a ligação entre a Senadora Nadeer e o Doutor. Para mim eles seriam inimigos que fariam a S.H.I.E.L.D. dividir forças para enfrentá-los. Agora com os dois juntos a ameaça é ainda maior. A Senadora mostrou como é poderosa a pessoa que possui informações. Ela preparou uma excelente jogada que deixou Coulson e os demais sem ter o que fazer, temos que admitir que ela mandou muito bem nesse plano.

Uma coisa que fico me perguntando é: será que sem a interferência do Darkhold o Doutor Radcliffe estaria ao lado da Senadora e contra a S.H.I.E.L.D.? Porque ele realmente havia se afeiçoado ao Fitz, que por sinal mandou muito bem ao deduzir que aquele Radcliffe que estava ali na sua frente era um androide e não o original, tudo graças ao androide comentar sobre suas diretrizes.

Eu mergulho muito nesse tipo de história e a partir do momento que a informação havia sido vazada e Mack ter sido de uma maneira bem misteriosa, me fez pensar que ele também poderia ser um traidor, mas pelo contrário, conhecemos um pouco mais sobre o passado dele e foi uma história bem comovente sobre sua filha que havia morrido pouco tempo depois do nascimento e como sua ex-exposa ficou abalada com isso. Legal da parte dele que mesmo separados nesses momentos ele dê apoio a ela e encontra nela alguém com quem possa sofrer junto essa perda.

E para finalizar tivemos a May vivendo sonhos dentro de sonhos, um verdadeiro Inception e a maneira com que ela superou todos os obstáculos conseguindo completar até mesmo a operação que ela havia falhado e tornado seu maior pesadelo, deixaria até mesmo o próprio Leonardo DiCaprio orgulhoso.

Enquanto a original está lutando em sua mente para se livrar do controle de Aida, a May 2.0 descobre sua verdadeira identidade ao confrontar Radcliffe, mas mesmo sabendo da verdade e querendo dizer ao Coulson sobre os planos do Doutor, ela acaba sendo impedida graças a uma programação no seu sistema. Então ela decide seguir agindo com o que acredita ser os verdadeiros sentimentos da May original pelo Coulson. Mas até quando será que Phill vai acreditar que essa é a May e até quando será que Aida vai aceitar as ordens do Radcliffe?


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.