Arrow: Who Are You


Oliver Queen está de volta agora mais otimista e com fé na humanidade. Será que essa personalidade vai durar mais do que dois episódios? Duvido muito. Sempre que Oliver parece se tornar mais legal, acontece algo e ele volta a ser quem era antes.

Gostei desse Oliver mais otimista e menos babaca, só que essa tentativa de redenção que ele está tentando não faz muito sentido, aquela não é a pessoa com quem ele falhou. Em momento algum ela deu motivo para ele querer ajudá-la. E ele estava cego para a situação. Eu realmente esperava que a morte da Laurel tivesse sido um plano dela e do Oliver para que ela desaparecesse e começasse uma nova vida porque eu não conseguia aceitar aquela cena mal feita de quando ela morre, mas realmente aquilo foi a (falta de) interpretação deles mesmo.

Esse primeiro episódio depois do hiato foi bom. Não que a série tenha mudado muita coisa ou melhorado absurdamente, mas pelo menos para mim foi interessante, me diverti com a história. No primeiro momento eu achei que a identidade da Black Siren havia sido entregue muito cedo, mas levando em consideração o tempo que a verdadeira Laurel morreu, faz todo sentido a desconfiança da Felicity. Se bem que eles estão num universo onde já viram mortos voltarem à vida, personagens de outras dimensões, alienígenas e viagem no tempo.

Achei que a Felicity ganhou bastante espaço nesse episódio e de uma maneira positiva. Gostei de ver ela tomando decisões sobre assuntos que o Oliver não seria capaz de pensar de maneira coerente, dela chamar a responsabilidade e assumir as atitudes. Por mais que ela estivesse agindo por conta das emoções, esse episódio foi muito melhor para a personagem do que a temporada toda onde tentaram fazer dela e o Oliver um casal.

Outro personagem que me agradou nesse episódio foi o promotor Adrian Chase defendendo o Diggle. Ele praticamente pegou uma causa que era perdida e vai tentar salvar o nosso querido Spartano. A atitude que ele mostrou frente ao General foi algo a se respeitar.

Rene usou de toda sua delicadeza, que deve ser algo equivalente a zero, para ajudar Curtis que estava passando por um momento de baixa autoestima. Foi legal ver eles agindo como amigos e não apenas justiceiros.

E para finalizar tivemos a aparição de Talia Al Ghul e descobrimos que ela também foi mestre do Oliver (e quem não foi?). Talia é filha do Ras Al Ghul e irmã da Nyssa. Fico curioso para saber se a aparição dela na série vai ficar só no passado do Oliver ou se vamos ver ela no presente. Agora resta aguardar os próximos episódios e ver como a história vai se desenrolar.


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.