Banda Larga Fixa | Gilberto Kassab volta atrás e diz que "não haverá mudanças no modelo atual"


O fantasma do fim da internet ilimitada voltou a nos assombrar nessa semana quando o Ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, Gilberto Kassab, disse em uma entrevista que até o fim de 2017 a medida deveria se estabelecer.

Com isso, as empresas de telecomunicações passariam a vender pacotes de dados fixos e os usuários teriam de pagar taxas extras se o limite fosse excedido. Quem é a favor diz que a medida beneficiaria o consumidor, alegando que o uso da internet varia para cada usuário e não faria sentido cobrar a mesma mensalidade de todos. E quem é contra aponta que a nova regulamentação vai contra o Marco Civil da Internet e tende a forçar que as pessoas voltem a utilizar os serviços que caíram em desuso nos últimos anos, além de prejudicar os usuários que passariam do limite imposto em poucos dias e seriam obrigados a pagar as taxas extras.
Depois da repercurssão e desaprovação geral, Gilberto Kassab voltou atrás e escreveu uma nota afirmando que havia desistido da decisão:

"O ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, esclarece que não haverá mudanças no modelo atual de planos de banda larga fixa, reiterando seu compromisso em atender o interesse da população e do consumidor."

Será que agora já podemos respirar aliviados ou esse fantasma ainda voltará a nos assombrar no futuro?


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.