Crítica: Dungeon ni Deai - 1ª Temporada


“Dungeon ni Deai o Motomeru no wa Machigatteiru Darou ka?” até faz sentido considerando a tradução literal: “É errado tentar ficar com uma garota em uma dungeon?” e o enredo da história, mesmo sendo mais conhecido como Dungeon ni Deai, vamos falar do anime em seu título mais simplificado ainda: DanMachi.

DanMachi mostra um mundo fictício baseado nos jogos de RPG, onde os grandes deuses decidiram vir à Terra para conceder grandes poderes e habilidades aos humanos, particularmente aqueles que lutam para desbravar a famosa dungeon de Orario.

O anime é centrado no jovem Bell Cranel de 14 anos, que após a morte de seu avô, começou sua jornada como um aventureiro. Rejeitado por todas as famílias em que ele tentou ingressar, ele esbarra com uma deusa igualmente solitária e acaba se tornando o primeiro (e único) membro da família Hestia. Bell quer se tornar um dos aventureiros mais fortes e ser reconhecido como herói e desde o começo podemos ver algo de especial nele. A forma como ele evoluía rápido e alcançava novas conquistas surpreendeu até mesmo sua deusa, mas o que fazia com que tanta gente simpatizasse mesmo com ele era seu bom coração.

Como todo bom anime, DanMachi tinha que fazer uma mistura insana em sua história. Quando você pensa que se trata apenas de deuses gregos, você se depara com Loki, da mitologia nórdica, e Ganesha, da mitologia hinduísta. A história é bem simples e todo o enredo segue na mesma premissa, mas é muito gratificante ver o desenvolvimento de Bell no decorrer dos episódios. 

Bondosa e sempre preocupada com o único membro de sua família, Hestia se afeiçoa a seu protegido e isso rende cenas de ciúmes hilárias! Mas Bell é tão inocente que nem se dá conta disso, aliás, ele acaba se apaixonando por Aiz, uma famosa espadachim muito forte que o salvou em sua primeira aventura na dungeon. O mais engraçado é que quanto mais Bell conhece novas pessoas e faz novas amizades, mais moças parecem se apaixonar por ele, e ver a Hestia sempre em cima defendendo “o que é dela” são as cenas mais divertidas que você pode imaginar!

O destaque do anime certamente é ela, nossa pequena Hestia, que apesar de ser uma deusa poderosa, não vemos ela demonstrando todo o seu poder, ao invés disso, vemos uma menininha apaixonada e toda atrapalhada que ganhou o coração de todos que assistiram ao anime muito fácil. 

A primeira temporada do anime tem apenas 13 episódios e apesar da história ter um enredo simples, ela conquistou muitos fãs. No último episódio temos grandes revelações e várias especulações que valem a pena serem desenvolvidas e explicadas em uma nova temporada, mas infelizmente, ainda não foi nada confirmado, muito por ainda não ter história suficiente para adaptar.


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.