Hawaii Five-0: Ka 'Aelike


Depois de algumas semanas sem Hawaii Five-0, a série volta para finalizar a história do envolvimento da equipe com o cartel mexicano. O último episódio havia acabado com o Chin sendo sequestrado e tudo indicava que seria uma mega operação de resgate nesse retorno da série, inclusive com a ida do Adam até o México para apoiar a Five-0. Só que tivemos um dos momentos mais decepcionantes até o momento, a cena do resgate de Chin não durou mais do que cinco minutos e não teve dificuldade alguma. Sem contar que a presença do Adam lá foi totalmente desnecessária. Ficou parecendo que haviam colocado ele lá só para ganhar a confiança do Chin.

Ultimamente, Hawaii Five-0 vem com boas premissas de episódios, eles até constroem bem a história, mas quando chega na parte final, eles aceleram demais a narrativa e acaba tendo desfechos muito simples para o que vinha sendo construído até o momento. Para uma série que normalmente tem 24 episódios, não há problema algum em gastar dois ou três episódios para contar uma história e desenvolver melhor o clímax no final. Não dá para entender essa necessidade dos produtores em fazer uma história por semana e quando acontece de uma história passar mais de um episódio, eles sempre finalizam no começo para começar logo uma nova trama.

Não é que eu queria só ver cenas de ação espetaculares na série, eu já vi muito disso nas outras temporadas, mas com um elenco tão bom, eles poderiam aproveitar mais o lado dramático dos atores em cenas que exigissem mais da interpretação deles, coisa que eles já demonstraram ser capazes muitas outras vezes. Quem não se lembra do episódio em que Chin tinha uma bomba presa no pescoço? Foi um episódio espetacular e com muita tensão.

Outra coisa que vem me incomodando é a ausência do Scott Caan, nosso amado Danny Williams, que vira e mexe some dos episódios, sempre com desculpas de estar viajando ou coisa do tipo. Com a ausência dele, a série perde muito, já que boa parte do sucesso de Hawaii Five-0 é graças a relação dele com McGarret. 

Mas nem tudo nesse episódio foi ruim. Os momentos de humor ainda são pontos fortes na série. Todas as aparições do Jerry rendem boas gargalhadas e a personalidade do Lou também contribui muito com esses momentos. Esse episódio também serviu para a despedida do ator Masi Oka. Infelizmente vamos perder o Dr. Max e seus cosplayers de Keanu Reeves nos especiais de Halloween. Espero que futuramente ele volte para a série e que as histórias voltem a ter um final melhor.


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.