Criminal Minds: Spencer


Sobrevivi ao episódio “Spencer”. Tudo bem que o desespero me fez perder alguns anos de vida, mas que episódio sensacional foi esse! Se estava faltando tensão nessa temporada, em “Spencer” tivemos de sobra.

Como o nome já diz, a história se passa tendo Spencer Reid como o grande protagonista, mas dessa vez ele não estava usando todo seu intelecto para descobrir quem era o assassino. Pelo contrário, até os últimos minutos ele era o único suspeito de tráfico e assassinato. Vimos um Reid todo quebrado, drogado, confuso a tal ponto que mal conseguia reconhecer a própria equipe.

O episódio já começa explodindo cabeças com a cena de perseguição onde a polícia mexicana acaba prendendo um motorista que transportava drogas e para a surpresa de todos era Reid que estava dirigindo. O que é algo bem estranho porque nesses doze anos de série não lembro uma vez que ele dirigiu. Após ver a condição que o Reid estava por um momento, achei que o carro que ele estava perseguindo era uma ilusão, mas depois o delegado confirmou que havia outro mesmo.

Muita coisa ainda continua um mistério no episódio dessa semana. Todos acreditam que isso é culpa do Scratch, mas nenhuma evidência da presença dele no México foi mostrada. Fiquei na dúvida se Reid decidiu por conta própria ir atrás do suspeito ou aquilo foi uma programação que Scratch fez nele. Outro ponto é que para o Scratch conseguir fazer isso, ele precisa que as pessoas tenham um transtorno de personalidade e até hoje o Reid não demonstrou isso.

Uma coisa que incomodou um pouco foi terem levado o Luke para o México e não a J. J., já que ela, Rossi e Prentiss são os mais próximos ao doutor. A presença dela ajudaria mais lá. Não que eu esteja reclamando do Luke, é mais por uma questão de lógica mesmo. 

Em compensação, a Prentiss mandou muito bem decidindo não mostrar a gravação da entrevista cognitiva que incriminaria o Reid. Ela agiu contra a lei, ok, mas isso pode ter salvado um inocente da prisão. O problema é: a gravação ainda não foi deletada. A qualquer momento ela pode aparecer e ser usada contra o Reid, já que deram uma importância na cena onde Prentiss não chegou a apagar.

Outro ponto que vale ressaltar foi a aparição Matt e Clara do Criminal Minds: Beyond Borders (que por sinal, já pode voltar) ajudando com o processo de extradição de Reid para os EUA.

Toda essa tensão vai continuar no próximo episódio mostrando o julgamento de Reid. E como tudo está contra ele, eu ainda tenho medo que ele seja considerado culpado e que isso seja a explicação para a saída dele da série. Seria épico se para capturar o verdadeiro criminoso, eles trouxessem de volta Derek Morgan, nem que fosse por apenas um episódio. Seria incrível ele ajudando a provar a inocência do Reid. Comentem o que vocês acharam desse episódio. Alguém mais ficou tenso?



3 comentários:

  1. Mas Reid não vai sair da série! Érica já deixou claro isso!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estou assistindo pela Netflix e la só tem até a 12 temporada. Pelo amor de Deus, me diz que o Spencer não vai sair da série.

      Excluir
  2. Sim, mas é que fica essa sensação, é legal sentir esse medo pelo personagem.

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.