Primeiras Impressões: Powerless


Enquanto a DC usa seus heróis mais conhecidos no cinema e sua segunda linha nas séries (ainda assim conhecidos), agora ela decidiu nos apresentar algo diferente com Powerless. Algo mais cômico no universo dos heróis. Como seria para as pessoas normais caso essas pessoas com superpoderes realmente existissem? Como seria seu dia a dia e como elas conviveriam com o fato de que os heróis que salvam o dia destroem quase tudo para conseguir impedir os vilões?

Se tem algo que a DC errou com Powerless e vem errando também no cinema (não só a DC, mas muitas companhias também) é divulgar muito material nos trailers e teasers, principalmente quando o produto é uma série de 20 minutos cada episódio. Isso acabou entregando a maioria das piadas e fazendo com que não tivesse o mesmo impacto que teria se tivesse sido algo de surpresa. Talvez o meu grande erro tenha sido assistir todos eles antes da estreia da série. 

Apesar disso, eu gostei do elenco e dos personagens. Adorei ver todas aquelas referências e achei interessante esse conceito de deixar os heróis como coadjuvantes e focar no que acontece depois que eles fazem seu trabalho. Foi engraçado, logo no começo do episódio, quando Emily (Vanessa Hudgens), recém chegada na cidade, está no trem e acha incrível uma batalha estar acontecendo bem ali do lado dela, quando os outros passageiros agem normalmente e, inclusive, já até ligam para o trabalho avisando que irão se atrasar.

Devido a tanta divulgação, como citei anteriormente, acredito que o grande destaque desse primeiro episódio acabou sendo a abertura da série. Foram mostradas revistas em quadrinhos com super-heróis famosos e ao invés de focar neles, a câmera se direciona estreitamente para alguma pessoa em apuros no fundo da imagem e então é dado um zoom mostrando que aquela pessoa que passaria despercebida pela história é um dos personagens principais de Powerless. 

A série tem um universo gigantesco para apoiar suas histórias e, pelo que mostrou no primeiro episódio, vai aproveitar isso ao máximo, com citações e até mesmo parentesco com os principais heróis.


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.