Shadowhunters: Love Is a Devil


Taverneiros, ainda tem alguém aí vivo depois deste episódio? Tá, eu estou exagerando um pouquinho, mas que foi um baita capítulo, isso foi.

Intitulado como "Love is a Devil" (e traduzido pela Netflix como "O Amor é um Demônio" - oi?!), o que vimos foi a parte técnica sobressair. Eu tenho falado sobre as melhorias, porém são em dias como esse que vemos todo o potencial da série.

A fotografia estava perfeita, a música muito bem colocada e os atores em sintonia. O sentimento ruim pelos efeitos especiais fracos de alguns episódios atrás, acabou sumindo diante de uma batalha convincente do Magnus.

O esforço dos roteiristas tem se mostrado louvável. Várias referências muito importantes e, especialmente um plot envolvendo os Lightwoods, aproximam daquilo que a Cassandra escreveu. Falando nisso, parece que eles começaram a acertar a mão em algo muito característico da autora, as múltiplas tramas interligadas.

Faltam dois episódios para o hiatos e, anotem minha aposta: Assim como terminamos a 1ª temporada com o Jace "nas posses" do Valentio (rs), vamos terminar essa primeira parte com a Clary nas mãos dele. Não sei por qual motivo, mas acredito nisso. Também acredito que teremos um vislumbre do Sebastian.

Quer saber mais do que achamos desse episódio? Então bora ver nosso review. Se inscreva no nosso canal e siga nossas redes para ficar sempre informado. Até semana que vem, Nefilins.




Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.