The Flash: Untouchable


Pelo jeito o papel da Iris no resto dessa terceira temporada é sofrer. Como se já não bastasse o fato dela estar com os dias contatos até que Savitar a mate, ela ainda é alvo de outros vilões, como aconteceu nesse episódio. Foi bom o episódio? Sim, foi interessante como um todo, mas sinceramente o fato dela estar em perigo novamente me incomodou um pouco. O grande tema desse arco já está sendo o Flash e o resto da equipe procurando uma maneira de livrá-la da morte. Poderia facilmente ser o Joe a vítima que não mudaria em nada a forma que a história foi contada. Todos os personagens desempenhariam o mesmo papel e não ficaria sobrecarregado a ideia de ela precisar de quem a mantenha segura. Isso foi a única coisa que me incomodou, porque não quero ficar com a imagem da Iris ser a mocinha indefesa que sempre precisa ser salva, pois pelo que já foi mostrado na série ela é muito mais do que isso. 

A cada episódio que passa eu tenho mais certeza que o grande acerto da terceira temporada de The Flash foi a escalação de Tom Felton para o papel de Julian. O personagem em si é muito interessante. Ele está fazendo parte de um grupo onde as pessoas são muito “certinhas” sempre se preocupando com os outros e ele acaba sendo o cara real naquele lugar, sincero demais e que não tem muito jeito com outras pessoas. Às vezes ele é tão antipático que acaba extrapolando e se tornando legal. E como a principal lembrança que tenho da carreira de Tom é Draco Malfoy, sempre acabo ficando com o pé atrás com Julian, ainda mais depois que foi revelado que ele é o Dr. Alquimia. Como Julian normalmente fala o que vem à cabeça sem pensar se vai estar magoando outra pessoa, sua relação com Caitlin acaba sendo bem interessante. Os dois acabam se completando.

Enquanto Barry ajuda Wally como velocista, Wally está ajudando Barry a voltar a ser um personagem envolvente. Da metade da segunda temporada para cá, o carisma de Barry andou caindo muito, o tornando um personagem chato. E isso é exatamente o contrário do que me conquistou na primeira temporada. Ele sempre teve esse senso de justiça e de querer ajudar as pessoas, mas sempre que ele acaba focando demais em um objetivo, ele acaba se perdendo. E, pelo jeito, quem está aprendendo mais nessas aulas é o próprio Barry e quem sai ganhando com isso é o público.

O episódio acabou com o retorno de Jesse introduzindo o começo da luta contra o Grood na cidade Gorila. Já vou ser bem sincero: não estou nem um pouco empolgado com essa história. Não consigo achar Grood interessante. Espero estar errado e semana que vem chegar todo empolgado para falar com vocês. Bom, então até semana que vem!



Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.