Guardiões da Galáxia − 1ª Temporada


Há pouco tempo a Netflix adicionou em seu catálogo uma série animada de Guardiões da Galáxia, sendo um total de 26 episódios e a trama acontece depois dos eventos do primeiro filme.

Eu já havia tentado assisti-la quando estava sendo lançada, mas não consegui terminar o primeiro episódio, tive uma certa rejeição à obra. Dessa vez decidi ver pelo menos uns dez episódios e, caso não gostasse, desistiria de ver. No meu caso tinha um empecilho maior, já que dos filmes do Universo Marvel, até o momento, Guardiões era o que eu mais gostava, muito pelo seu humor e pelo fato de não se levar a sério. Mas depois dos 26 episódios consegui dar uma nota 4 de 5 estrelas possíveis na Netflix. A série é mais infantil e não tem o mesmo nível de humor do filme, mas, ainda assim, consegue dar profundidade aos personagens e divertir durante o tempo que você passa ali assistindo.

Depois de um tempo, comecei a acreditar que a série serviria para falar desse tempo entre o 1º filme e o Volume 2. E, até uma certa parte da temporada, isso faz sentido, só que depois começa a apresentar personagens como os Inumanos, Mantis, Thor, Loki, Thanos e a Ordem Negra. Seria interessante, ainda mais com um universo como esse, que a Marvel está criando, mas acho que ela não vai fazer o cinema depender das séries, já o contrário pode até acontecer, como aconteceu muito tempo em Agents of SHIELD.

A trama da série coloca os Guardiões atrás da semente da vida, fazendo com que eles atravessem a galáxia em busca desse artefato poderoso. E, como é de se esperar desse grupo, o caos reina por onde eles passam. Os personagens têm basicamente a mesma personalidade que no filme, o único que está um pouco diferente é o Star Lord que, por incrível que pareça, está mais idiota (não de maneira negativa).

Gostei de ver eles se encontrando com outros personagens do universo Marvel, principalmente os Inumanos. A apresentação deles me fez ficar ainda mais ansioso para vê-los na série live action. Eu não os conhecia até esse momento, mas parece que têm muito potencial.

Agora, um personagem que eu queria destacar é Cosmo, o cão com poderes psíquicos, guardião de Lugar Nenhum. Todos os momentos em que ele apareceu eu me diverti, ele é muito carismático. Em compensação, um personagem que eu me decepcionei um pouco foi Yondu. Eu gostei tanto da versão live action, que essa eu achei bem chata. E ele é o único personagem que na versão dublada está com uma voz muito estranha, que não combina em nada com o personagem. Ouvi dizer que a do filme também ficou estranha e, se for a mesma, eu fico feliz por não ter visto. De resto, a dublagem brasileira foi muito boa.

Eu recomendo a todos que gostem desse universo e estejam procurando uma história divertida para passar o tempo, vale a pena.



Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.