Legends of Tomorrow: Land of the Lost


Que loucura foi essa aventura na mente do Rip! Rendeu muitas cenas engraçadas, emocionantes e badasses também. Sara e Jax se voluntariaram para entrar na mente dele sob a supervisão de Martin e ninguém menos que Mick. Pois é, estou gostando muito mais do Mick nessa temporada porque ele não está mais mostrando ser só aquele troglodita. É tão bom vê-lo sendo essencial na solução de algum problema ou tendo ideias para salvar o dia quando ninguém mais teve, bem assim como ele fez nesse episódio. Eu adoro a personalidade dele agora e sempre me divirto com ele em cena.

A gente sabe que a pessoa está em uma situação precária quando ela recebe conselhos certeiros logo do Mick. Martin tem dado muito mole ultimamente, não foi a primeira vez que ele levou um sermão do Rory, mas esse último foi de doer no coração de quem sente falta do Snart na série. Foi muito bonito o que ele disse sobre ter um parceiro, ainda bem que o Martin aceitou de bom grado. É muito estranho admitir, mas o Mick estava 100% certo.

Mas voltando à mente do Rip, tivemos uma participação que eu acho que ninguém esperava: Gideon. Vê-la na forma humana foi muito incrível e a reação da Sara não poderia ter sido melhor. Não há mulher bonita nessa série que passa despercebida pela Capitã Lance. Falando nisso, achei um ato muito bacana o fato de, na mente do Rip, a Sara ainda ser chamada de Capitã. Mostrou o quanto Rip aprovou ela nessa posição e o quanto ele confia nela para isso. Será que agora com a volta dele teremos dois capitães na nave? Ou ela vai descer um degrau e ficar como vice-capitã? 

Indo para o outro lado do enredo, Ray, Nate e Amaya foram juntos recuperar o delineador temporal há 70 milhões de anos no passado, um lugarzinho bem familiar para o Ray. E acabamos relembrando um pouco da importância da Amaya na história e como o Nate não deveria se envolver tanto assim com ela. Não sei se ele vai conseguir manter distância sem contar nada do futuro para ela, já que agora ela está tão decidida a se envolver com ele. Eu ainda tenho minhas dúvidas sobre a Amaya. Às vezes, eu acho a personagem meio chata e, às vezes, acho ela incrível, como foi nesse episódio na cena em que ela conseguiu "domar" a Gertrude.

Uma cena que eu vi sendo bastante questionada foi o beijo entre Rip e Gideon. Uns acharam que não fez sentido nenhum e outros consideraram aceitável. O que vocês acharam? Deixem seus comentários!



Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.