Legion: Chapter 4


Se alguém acreditava que esse episódio seria um pouco menos complicado de se entender levou dois pés no peito quando começou aquela narração da Syd. Até que faz sentido, se David que vinha nos mostrando a história da perspectiva dele, como é que iríamos prosseguir se ele agora está inconsciente? Coube à Vampira Syd nos mostrar o que aconteceria a partir dali.

Ficou muito confusa essa mudança brusca de narrador, ainda mais acrescentando os fatores de que tivemos que esperar até o final do episódio para se dar conta de que aquele começo da Syd, era na verdade o final (do episódio). Mas vamos às partes menos complicadas de serem entendida.

Syd e Ptonomy receberam uma grande aliada na busca pelas verdadeiras memórias de David e assim conhecerem seu passado real: Kerry. Ela já havia aparecido algumas vezes na série, mas muito rapidamente, sempre junto do Cary. Nesse episódio descobrimos o quanto ela é um ser interessante. Entendemos sua ligação com Cary e sua personalidade é muito cativante. Sempre em busca do perigo e da ação! Então no começo, tudo foi meio chato para ela.

Syd e Ptonomy foram atrás da ex namorada de David e não sei se isso ajudou muito. Ela ainda deu um sinal sobre estarem sendo vigiados, mas pareceu que não abalou em nada os planos deles. Seguiram até o casa do Dr. Poole acreditando conseguir respostas e acabaram caindo em uma cilada que por fim nos mostrou um pouco dos poderes do Olho. Será que ele tem o poder de invadir ou controlar a mente dos outros ou tem algo mais?

Uma cena que me afetou mais do que eu esperava foi a luta da Kerry e as reações do Cary. A forma como foi mostrada como funciona essa ligação deles foi muito bonita e muito emocionante. O que mais tocou foi que ele já estava preocupado por estar separado dela, chegou a imaginar até o que aconteceria com ela caso ele morresse, mas não chegou a imaginar que ela poderia morrer antes dele. Espero que ela não tenha morrido nesse confronto porque realmente estava gostando de conhecer essa personagem.

Enquanto isso, David estava perdido em seu plano astral, conheceu Oliver, o marido de Melanie, e eu achei burrice dele ter saído logo de lá ao invés de pedir ajuda para o cara que parece ter os mesmos poderes ou poderes similares aos dele. Pelo menos parece que ele conseguiu sair de lá e, para isso, ele teve que encarar a Lenny, o que aconteceu depois deu pano pra manga para criar várias teorias.

Ainda presa, Amy descobriu que o Dr. Kissinger estava sendo mantido refém no mesmo lugar que ela e outra revelação bombástica foi feita: King, o cãozinho, não existia. Tenho certeza que imediatamente muitos lembraram de Sherlock, que teve um caso bem parecido com esse. Amy finalmente começou a confessar que já sabia, mas preferiu ignorar os sinais dos poderes do irmão. O que virá a acontecer com ela e com o Dr., ninguém sabe...

O que mais esse episódio deixou pra gente foram perguntas: o que Melanie estava fazendo ao lado do marido congelado enquanto sua equipe corria risco de vida? Lenny, na verdade, é Benny e Benny na verdade é o monstro... Mas será que o monstro não é o próprio David? Tipo uma segunda personalidade ruim que o assusta e ele tenta evitar. A Kerry realmente morreu? Tudo isso aconteceu mesmo ou tudo estava se passando na cabeça do David? Lembrando que o tempo todo a Syd ainda conseguia enxergar o menino com mais raiva do mundo... Se você já tem suas teorias, fique a vontade para deixar nos comentários. Vamos discutir sobre essa loucura que está sendo Legion!



Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.