Legion: Chapter 5


Chegamos ao 5º episódio de Legion e finalmente tivemos uma resposta sobre alguma coisa, mas é claro que essa resposta nos custaria mais alguns desgraçamentos da cabeça.

Depois dos últimos acontecimentos, estava na cara que David estava diferente. Desde o começo do episódio fiquei me perguntando como ele retornou sabendo tanto e tão confiante. Sabia que tinha algo de errado, mas não imaginava o que. Algumas pistas foram dadas no episódio passado e eu até comentei que já acreditava que Lenny, Benny e o monstro eram a mesma pessoa, o que não havia ficado claro era o que isso significava para David.

Antes de entrar completamente no que descobrimos, gostaria de frisar uma coisa sobre a Melanie. Desde o começo ela diz que quer o David por perto para ajuda-lo a controlar seus poderes e se conhecer melhor, e antes eu até achava a atitude super admirável, mas agora tudo o que eu consigo enxergar é o quanto ela está cega para ter seu marido de volta. Talvez ela até tenha boas intenções sim, mas algo me diz que ela já está se perdendo nesse desespero em encontrar alguém capaz de tirar o Oliver do Plano Astral, ainda mais agora que ela encontrou essa possibilidade no David e agora está vendo isso escorrendo pelas próprias mãos.

Ah! Também quero comemorar o fato da Kerry não ter morrido! Como pode uma personagem ter aparecido tão pouco e já ter me conquistado assim? Estou achando cada vez mais comovente essa relação dela com o Cary e ainda quero ver muito mais disso. Os dois literalmente se completam. Mas o que falar da Syd nesse episódio? Achei muito estranho logo ela não ter reparado em como David estava diferente. Eu achava a personagem tão inteligente e acabamos vendo uma Syd ingênua e iludida pelo o que David agora podia oferecer para ela. Tanto que ela nem quis saber como tudo aquilo estava acontecendo e nem checar o quanto aquilo poderia ser perigoso ou não.

Por outro lado, David, agora tão confiante e cheio de si, resolveu ir resgatar sua irmã sozinho e o que pareceu ser um ato de bom coração acabou revelando algo bizarro. Nesse momento eu já estava lamentando pela Syd que foi totalmente iludida, mas quando foi mostrado as imagens das câmeras de segurança da D3 tudo foi esclarecido: de alguma forma David havia sido possuído pelo monstro. Logo depois nos aprofundamos e descobrimos que o monstro é um mutante que se infiltrou na mente de David quando ele ainda era criança e que todas as vezes que seu hospedeiro o via, ele dava um jeito de apagar e reescrever a lembrança, o que explicou muita coisa do que vimos até o momento.

Claro que teríamos a boa e velha pitadinha de terror nesse episódio. Enquanto sentíamos medo pela Amy que foi levada até aquela casa bizarra, onde foi (e pelo visto era quando mais nova) aterrorizada pela Lenny, ainda teve um espaço para sentir dó de David descobrindo que era adotado, mas isso não durou muito tempo já que a equipe de Melanie chegou na casa e tiveram uma recepção bem calorosa. “Vamos fazer com que todos fiquem surdos e que o público também não ouça nada para que eles se sintam desesperados como os personagens sem saber de onde o susto vai vir”, os produtores devem ter pensado. Passei toda aquela cena nervosa querendo saber o que vinha a seguir. Syd teve a fabulosa ideia de seguir o menino com mais raiva do mundo e foi parar naquele quarto junto de David e Amy. Os três presos junto com a Lenny e todos aqueles que “vivem dentro dela”.

Não teve cena mais angustiante do que o monstro perseguindo a Syd no quarto branco enquanto David não conseguia fazer nada. Tivemos um pequeno vislumbre do nosso protagonista se desculpando, mas de uma forma totalmente impotente. Os gritos de horror e desespero da Syd foram interrompidos pela cartada final que a série deu: Todo mundo bem comportadinho em uma roda de terapia comandada pela Lenny. Nesse momento a gente já não sabia o que era real e o que era ilusão, e pelo visto vamos ficar assim até o próximo episódio sair. Alguém tem uma nova teoria sobre o que está por vir?



Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.