The Magicians: Cheat Day


Até mesmo quando é para ser um episódio mais tranquilo The Magicians surpreende e aborda temas bem pesados. São histórias que até seriam normais numa série dramática que retratasse o dia a dia, agora em uma série sobre mundo fantástico e magia é algo bem inovador, é uma maneira de falar sobre esses assuntos com um público que normalmente não seria o alvo. Então, se você leu até aqui e ainda não viu a série eu recomendo que assista, vai valer a pena.

Primeiro vamos começar com Elliot e o drama de uma pessoa que não está preparada para ter um filho. Até um tempo atrás ele era simplesmente um bom vivant e agora é rei de um reino em decadência tendo que tomar decisões sobre se a pessoa deve continuar viva ou não. E agora ele descobriu que vai ser pai. Ele demonstrou claramente que não queria isso. Segundo ele, é porque ele não teve um bom exemplo paterno e tem medo de não conseguir ser um bom pai. Mas eu ainda tenho a impressão de que ele ainda tinha esperanças de voltar para a Terra e um filho ali seria algo que ele não conseguiria deixar para trás. Já foi mostrado o quanto ele é sentimental e se apega fácil as coisas.

Mas parece que tudo isso está sendo demais para a cabeça dele, já que ele e Margo começaram a discutir sobre que tipo de reinado deveriam fazer, vamos abrir um espaço aqui para comentar sobre a lista de generais, comandantes e demais lordes que eles poderiam usar como referência para seu reinado e a citação de Ned Stark. Me surpreende a Margo não ter citado o Joffrey como um bom exemplo.

Outra história forte, talvez a mais forte de toda a série é o estupro da Julia por um deus. O estupro por si só já é algo tenso, agora ela descobriu que está grávida de algo que pode nem ser um humano, então eles entraram no tema do aborto que gera muita polêmica. O mais estranho é que parece que o “bebê” tem poderes mágicos que impede que o aborto seja feito. The Magicians está andando numa linha muito tênue onde qualquer erro pode fazer com que a série seja criticada, mas, particularmente, acho que eles estão sabendo conduzir muito bem esses temas.

Após ter suas mãos curadas, Penny descobre que não consegue mais usar magia (ta aí um cara que só se dá mal), então ele vai procurar ajuda com Mayakovsky e lá conhecemos um pouco do passado do professor e o porquê dele estar ali. Mayakovsky se envolveu com uma aluna e ir ensinar lá era a única maneira de não perder os poderes. Essa aluna foi a mesma que o irmão da Alice perdeu a vida para salvá-la. E, como o mundo é um lugar pequeno, ela e Quentin acabaram se cruzando depois que o rapaz desistiu de ser um mago.

Essa parte do Quentin foi muito chata, ele não é o personagem mais carismático da série, mas antes ele era todo empolgado com Fillory e estava junto dos outros e nessa parte que ele ficou sozinho foi um desastre. Espero que, com as aparições da Alice pedindo ajuda, ele volte logo para junto dos outros personagens. Enfim, comentem o que acharam do episódio.



Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.