Hawaii Five-0: Huikau Na Makau a na Lawai'a


É muito triste quando você acompanha sete temporadas de uma série e não vê a hora dela acabar. Por mais que você veja boas intenções na tentativa de dar continuidade, algumas coisas não fazem sentido. Há pouco tempo teve o episódio especial de Valentine’s Day, mostrando o relacionamento de Danny e Melissa, para agora ressuscitar a ex-esposa dele que não aparecia há umas cinco temporadas. 

Por mais que a ideia tenha sido mostrar o lado preocupado do Danny com o relacionamento da Rachel e o ambiente familiar dos seus filhos, foi um pouco broxante. Por que ao invés de mexer no passado, não investem no relacionamento com a Melissa? Ou então, se querem trazer uma personagem antiga, por que não a Catherine? Ela foi o melhor relacionamento do Steve até hoje, tendo muito mais química com ele do que a Lynn.

Essa sétima temporada de Hawaii Five-0 parece que não sabe o que realmente quer mostrar. Já começaram diferentes tramas e ao tentar mesclar uma coisa a outra, alternando episódios, todas elas ficaram inacabadas. Até o momento não teve uma continuidade ou um fim definitivo. O fato da equipe estar maior também acaba focando menos nos personagens e quando tem o foco em um deles, os outros são esquecidos. Realmente a série mostra um sinal de cansaço que, infelizmente, parece que vai se arrastar pelo resto da temporada.

Apesar de tudo isso, a história desse episódio foi interessante com o plot twist da esposa querendo sequestrar a amante do marido. É aquele episódio que você vê potencial, mas como o clima da série não está dos melhores, você acaba deixando passar uma boa história.

O fato da Five-0 ser uma equipe especial faz com que você espere que eles resolvam grandes problemas que nenhuma outra equipe seria capaz de resolver, e nesse sétimo ano não está tendo isso. Sinceramente, não vejo a hora de terminar essa temporada e nem sei se conseguirei assistir a próxima.



Tecnologia do Blogger.