Legends of Tomorrow: Doomworld


O penúltimo episódio dessa temporada de Legends of Tomorrow mostrou um mundo onde o mal triunfou. Depois que a Legião conseguiu reescrever a realidade usando a Lança do Destino, os vilões foram para o topo e nossas Lendas sem poderes vivendo sob as ordens de Eobard, Damien e Malcolm, mas pelo menos foi importante para esclarecer algumas coisas (e também para ver a Sara e a Amaya naquelas roupas maravilhosas!).

Mick era o único da equipe que ainda tinha lembrança da outra realidade, mas mesmo assim tentou permanecer ao lado de seu antigo parceiro, Snart. O que eu mais falei nessa temporada foi sobre como o Mick evoluiu sem o Capitão Frio e parece que até ele percebeu isso. Depois de tanto ser tratado, literalmente, como um cachorro por quem ele tratava como parceiro, parece que Mick se deu conta de que realmente cometeu um erro ali ao escolher a Legião do Mal ao invés das Lendas.

Mas acredito que Mick não foi o único que errou. No episódio passado a equipe da Capitã Lance fez questão de mostrar o quanto ainda não confiavam nele depois de tudo o que ele fez para ajudar nesse tempo sem o Snart, para chegar agora e o culparem pela escolha dizendo “a gente confiou em você”. Não me lembro de eles terem mostrado essa confiança toda na hora mais crucial, que foi quando Snart começou a mexer com a cabeça do Mick para colocá-lo contra a equipe.

Eu gostava muito do Snart na temporada passada, mas agora, como vilão, eu estou querendo que ele apenas volte para a antiga vidinha dele. Porém (muito porém), o Capitão Frio é um vilão excelente! Acho que entre Eobard, Damien e Malcolm, pelo menos nesse episódio, Snart foi o único que colocou terror e fez mais maldade. Tudo bem que a Amaya não era a melhor das personagens, mas doeu ver o olhar do Mick ao vê-la morrendo, a única que colocou fé nele no final.

Claro que teve algumas cenas pra gente dar risada e acredito que a maior dela foi o momento do quase High 5 do Nate com o Damien. E como ignorar a referência à Prision Break bem agora que a série está voltando? Legends of Tomorrow acerta muito nesse quesito. A única coisa que me incomodou um pouco foi a participação da Felicity. Não que eu tenha achado ruim, é que do jeito que falaram parecia que ela seria bem mais relevante no episódio, mas não durou nem cinco minutos.

Durante todo o episódio fiquei esperando para ver no que o Rip havia se tornado, mas parecia que ele só estava bem arrasado perdido em algum lugar. E então no final, entre um bolo e uma garrafa de rum, a gente descobre que o Cavaleiro do Tempo virou um brinquedinho de mesa de escritório. O que vai acontecer agora? Só esperando para ver no último episódio da 2ª temporada que vai ao ar na próxima quinta (04).



Tecnologia do Blogger.