Primeiras Impressões: Boruto - Naruto Next Generations


Após 10 anos sendo exibido, Naruto chegou ao final depois de 720 episódios, 11 filmes e 10 OVAs. E, por mais que o anime tenha seus defeitos (alô, fillers), não se pode negar que Naruto foi um fenômeno e além de ter conquistado muita gente, levou muitas dessas pessoas a entrar nesse universo maravilhoso dos animes.

Se tem uma coisa que eu gosto em Naruto é que seus personagens cresceram junto com o anime. As crianças se tornaram adultos, tiveram filhos e os adultos envelheceram, pessoas importantes morreram. E não é assim que é a vida real? Tudo bem que vida real as pessoas não têm filhos assim tudo ao mesmo tempo, mas é anime, né, gente? Não é documentário. Por mais que agora a gente deixe o Naruto, o Sasuke, a Hinata e toda aquela galera fora do foco principal, não é uma boa notícia saber que a gente ainda vai vê-los em Boruto?

Tem como fazer esse primeiras impressões sem falar de como aquela cena inicial foi um plano mais do que maligno para segurar a gente até o episódio... 385? Que jogada suja... Mas vamos lá! Depois dessa cena de abertura, o anime volta o foco para a infância de Boruto e acredito que esse começo de temporada tenha servido para aquele velho propósito de apresentar o personagem principal para quem ainda não conhece, no caso, mostrar como o Boruto herdou o lado porra louca do pai.

O primeiro episódio mostrou bem como o Boruto é impulsivo, fosse nos momentos viajando em cima dos trens ou quando decidiu desviar o caminho de casa para ajudar Denki. Parece que esses dois ainda vão encarar muita coisa junto. Pena que ainda não vimos muita da Sarada e do Mitsuki, mas isso veremos nos próximos episódios.

O que podemos pegar desse começo também é que sendo o Sétimo Hokage, Naruto acabou se tornando um pai ausente e Boruto não dá a mínima para a autoridade do pai. Sua preocupação mesmo é com a sua mãe e talvez isso renda umas cenas bem divertidas.



Tecnologia do Blogger.