Primeiras Impressões: Tsugumomo


Se Tsugumomo terá uma grande história que irá nos prender episódio por episódio, isso não foi deixado claro no primeiro episódio, mas não é por isso que o anime não despertou minha atenção. Pelo contrário, me diverti assistindo e quero saber o que vem a seguir.

O episódio começou mostrando Kazuya, nosso protagonista que personifica bem os personagens principais de animes ecchi escolar: lerdo, tímido e que passa por momentos constrangedores ao tropeçar em peitos e bundas por aí. 

Kazuya vai para tudo quanto é lugar com a Obi (aquela faixa bem larga usada nos quimonos femininos) com cheiro de cerejeira deixado pela sua mãe. No momento em que ele é atacado no telhado da escola enquanto segurava a obi, uma garota surgiu da peça de roupa para protegê-lo e essa é Kiriha.

Na introdução do anime, deu a entender que Kiriha é um espírito que possui objetos, o que acaba tornando ela a própria obi. Claro que ela apareceu para bagunçar a vida de Kazuya, que no início parecia ser bem monótona, terminando com uma confusão sem fim.

Kiriha é bem abusada e sem noção. Há umas piadas bem sexuais no anime com o mínimo de censura também, o que deu para dar algumas risadas. Apesar de ter me divertido com a Kiriha, foi impossível não notar a irmã mais velha de Kazuya, a Kasumi.

Quando Kazuya acorda dando um grito ao ver Kiriha dormindo ao seu lado na cama, vimos Kasumi correndo loucamente com uma frigideira na mão, da cozinha até o quarto dele, em uma velocidade sobrenatural. Só por essa cena, a personagem já me cativou. Eu sempre fiquei me perguntando porque ninguém reagia quando um personagem dava um grito daqueles dentro de casa.

Tsugumomo contará com 12 episódios e será exibido todo domingo no Japão.



Tecnologia do Blogger.