Supergirl: Ace Reporter


Finalmente Supergirl voltou de hiatos e parece que nossa heroína está tendo uma folga, podendo focar mais na sua vida pessoal como Kara Danvers. Se antes, com o trabalho de jornalista, já era difícil para ela não ter nenhuma chamada para salvar a cidade, agora então, que ela estava desempregada, que o tédio tomou conta de vez, fazendo com que nossa heroína pensasse até mesmo em criar casos de emergência para entrar em ação.

Enquanto isso, o pessoal lembrou de dar um espacinho para James Olsen na série e isso aconteceu mostrando o Guardião impedindo assaltos por aí. Para não dizer que foi mais um caso em que Winn ajudava seu parceiro, dessa vez Lyra estava junto e acabou tornando tudo muito mais divertido, mas devido a algumas falhas em seu “primeiro dia de trabalho”, James tratou de fazer com que Winn a dispensasse e isso quase rendeu o seu namoro. Ainda bem que no final das contas Olsen se redimiu e se juntou à mais nova equipe anticrime novamente, acho que ainda iremos nos divertir bastante com esses três juntos.

Já a trama principal do episódio acabou sendo em volta de Lena Luthor e isso nos presenciou com cenas Supercorp maravilhosas, que foi mais do que um presente para quem vem torcendo pela relação entre Lena e Kara. Ainda não vejo como seria possível um romance entre as duas na série, mas a ideia me parece muito melhor do que Kara e Mon-El. As duas têm uma química que é um outro nível. Por mais que esteja óbvio que a cena é só uma conversa entre duas amigas, é impossível não imaginar as duas juntas.

Dessa vez a Mama Luthor não deu as caras, quem veio para dar uma agitada na vida da Lena foi Jack, seu ex-namorado que como a própria Lena descreveu: é sua kriptonita. Primeiro eu realmente desconfiei de todo aquele papo de sentir falta da ex e achei que ele estava consciente de tudo o que estava acontecendo, trabalhando junto com a Beth, mas me dar conta de que, na verdade, ele estava sendo controlado por ela, foi uma surpresa. A morte dele pode trazer um sentimento muito perigoso para um Luthor e, por mais que eu torça para que a Lena continue íntegra e honre sua amizade com a Kara, acho bem possível que ela possa vir a se tornar uma vilã, seja conscientemente ou não.

Tudo isso acabou rendendo à Kara uma reportagem e tanto, tendo a oportunidade de mostrar sua competência para Snapper. Ele parecia estar só esperando que ela mostrasse todo o seu talento e pedisse desculpas por ter quebrado as regras que ele havia imposto para poder recontratá-la como jornalista da Cat Co.

O episódio terminou com a mãe do Mon-El propondo um acordo à Lena. Algo me diz que essa louca ainda vai aprontar muita coisa para se vingar da Kara/Supergirl.



Tecnologia do Blogger.