Supergirl: City of Lost Children


Depois de um tempo ignorando a presença de James Olsen na série, parece que resolveram dar um pouco de destaque para o personagem e, dessa vez, como ele mesmo, ao invés do Guardião.

O episódio já começou com um drama de Olsen sobre a imagem do Guardião. O caso é que ele gostaria que o herói fosse símbolo de esperança e proteção, enquanto seu traje tem um designer um tanto quanto ameaçador. Fiquei me perguntando se no fundo ele não queria se tornar mais um “super”, como a Kara e o Clark...

Depois de um incidente numa praça, onde uma alienígena atacou a todos, James foi atrás da mulher e só encontrou seu filho, Marcus. A ligação entre os dois foi imediata assim que Olsen tirou o capacete do Guardião e mostrou seu verdadeiro rosto para o menino. E foi essa ligação a principal abordagem do episódio.

Pela primeira vez (se eu estiver errada, me corrijam), James Olsen foi verdadeiramente útil em um episódio. Ele foi o único capaz de conversar com o menino e descobrir onde a mãe dele estava. Teve espaço até para James salvar o dia, ao tirar o menino do transe e salvar os outros alienígenas que estavam possuídos e ligados ao pequeno Marcus (apesar de ter certeza de que o que ajudou mesmo foi o Olsen ter encostado no menino que já havia se conectado a ele, o discurso foi bem bonito).

E toda essa confusão graças a quem? Exatamente: Rhea. O que fez com que esses alienígenas entrassem em transe e atacassem tudo a sua volta foi o portal que Rhea pediu para Lena construir. Eu realmente gostei muito da relação que essas duas construíram enquanto estavam juntas nesse projeto, então se a Rhea não fosse a grande vilã da temporada, gostaria que ela ficasse só para manter essa relação. Acredito que Lena Luthor merece ter mais pessoas de bem ao lado dela.

O que fica para o próximo episódio é o resultado das invasões das naves de Daxam e, claro, o retorno de Cat Grant. Finalmente a mentora da Kara e da Supergirl estará de volta para colocar um pouco de juízo e bom senso na cabeça da nossa menina de aço.



Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.