Supergirl: Nevertheless, She Persisted (Finale)


Essa semana foi ao ar o último episódio da 2ª temporada de Supergirl e apesar do episódio não ter sido espetacular, ainda conseguiu ser melhor do que alguns episódios anteriores.

No final do episódio passado vimos que Rhea conseguiu controlar o Superman e colocá-lo contra a Supergirl e logo no começo de “Nevertheless, She Persisted” já descobrimos como ela fez isso. Eu até poderia me sentir revoltada pela injustiça de um herói sendo controlado para matar outro herói, mas isso rendeu algumas cenas tão interessantes que cheguei a agradecer à Rhea pela oportunidade.

Os dois duelos que vimos nesse episódio foram bem legais. O jeito como foi filmado, a posição das câmeras e o slow motion fez com que experimentássemos algo diferente na série. O único ponto negativo é que enfatizou bastasse a coreografia de luta que poderia estar melhor trabalhada. Mas o duelo dos dois primos de Krypton na água encheu os olhos de tão bonito que foi. Acho que foi uma das minhas cenas favoritas do episódio.

A partir do momento em que o duelo contra Rhea começou a dar errado foi que sentimos como a vida da Supergirl estava começando a rolar ladeira abaixo. Seu grande amor ou todo um planeta? Essa foi a escolha que a Garota de Aço teve que fazer e foi de cortar o coração quando ela priorizou sua responsabilidade de proteger a Terra ao invés de sua felicidade pessoal. Foi um ato heróico para todo o planeta, mas a consequência foi uma heroína com o coração em pedaços como pudemos ver na cena final.

Óbvio que temos que falar sobre Cat Grant. Esses dois últimos episódios em que ela participou só serviu para mostrar o quanto a ausência dela afetou a série negativamente. Mesmo ainda com poucas cenas em que esteve em destaque, a personagem sempre realça e abrilhanta a série como ninguém. Como eu estava sentindo falta dessas conversas entre Cat Grant e Kara Danvers. E, dessa vez, além de me emocionar, ainda conseguiu me surpreender, de certa forma, quando Cat revela que é claro que ela sabe que sua querida “Kerah” é a Supergirl. Bem que eu achava estranho ela sempre tão esperta ter deixado passar essa quando a própria Maggie descobriu sem grandes dificuldades, mas essa confirmação de que ela só finge acreditar que não sabe de nada foi maravilhosa.

Infelizmente Cat não retornará para o elenco fixo da série, mas fará mais participações. Alex e Maggie ficaram noivas, J’onn e M’gann vão aproveitar um tempinho juntos, Superman voltou para os braços de Lois Lane e com tudo isso foi ainda mais difícil ver a Kara sozinha. Mas vamos pensar pelo lado bom: agora o caminho para Lena Luthor está livre! E que todos os deuses escutem nossas orações Supercorp!

P.S.: o que foi aquela cena final de Krypton há 35 anos? Acredito que o episódio teria acabado muito melhor se encerrasse na cena da Supergirl voando tentando continuar sua vida mesmo sofrendo a perda de Mon-El e que essa tal cena de Krypton acontecesse no começo da temporada que vem.



Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.