The Flash: Cause and Effect


Estando na reta final da temporada, não foi a escolha mais inteligente para The Flash fazer um episódio tão fora de sincronia da série. “Cause and Effect” foca na perda de memória de Barry após um experimento do Cisco para impedir Savitar, que claro, acaba dando errado.

A forma como é contado nos leva de volta aqueles episódios do meio da temporada em que os roteiristas não têm muito o que escrever, então enfiam um vilão aleatório só para completar os seus vinte e tantos episódios de cada temporada.

A trama, mesmo que focando minimamente em Savitar, não empolga. O novelismo excessivo atrapalha o desenvolvimento do roteiro em momentos importantes que seriam cruciais para a trama. Furos de roteiro aparentes e eventos mal explicados só para o desenrolar da história dificultam ainda mais a vida dos fãs que assistem à série.

O ponto alto de “Cause and Effect” foi a construção da relação entre HR e Tracy, que mesmo levemente forçado, a leveza dos personagens ajudou em um bom desenvolvimento e em bons momentos de humor para o episódio.

O conflito de Iris em querer manter Barry sem as memórias também foi um ponto crucial para o episódio. Bons argumentos foram usados para tal autocrítica da personagem, nos fazendo criar certo afeto, que nos faltava por falta de profundidade dada à mesma.

A perda dos poderes de Wally foi o grande erro do episódio. Além de mal explicado e sem sentido, é o tipo de coisa que faz os fãs parecerem idiotas, bem como Cisco construindo toda e qualquer coisa para que a trama se concretize (com essa capacidade, Cisco deveria ser o Batman, não o Vibro).

“Cause and Effect” é mais uma prova de que The Flash está perdendo qualidade em pontos óbvios de construção de narrativa. Não sabemos se é preguiça dos roteiristas ou da produção, mas a gente sabe que tendo qualidade ou não, enquanto a série estiver lucrando, o formato se manterá, mesmo que sem qualidade.



Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.