The Flash: The Once and Future Flash


Barry to the future. Normalmente temos o Flash viajando para o passado onde ele pode mudar eventos que já aconteceram e alterar sua realidade (normalmente dando errado), só que dessa vez ele foi para o futuro, onde tudo já havia acontecido: a morte da Iris, a prisão de Savitar e nada do que ele fizesse iria alterar aquela realidade. Foi interessante ver a reação do Barry vendo tudo o que aconteceu com Central City depois que ele do futuro abandonou o mundo e todos os seus amigos por causa de sua enorme perda.

Gostei da maneira que foi explorada a morte da Iris que não ficou apenas focado no fato de ter acabado o principal par romântico da série. O que foi mostrado ali foram todas as consequências da morte dela e como cada membro do Team Flash reagiu a isso. O Barry decidiu ficar isolado e isso teve consequências tristes para os demais membros. O Cisco acabou perdendo as duas mãos e não conseguindo mais lutar, Julian acabou dedicando sua vida a tentar encontrar uma cura para Caitlin que agora havia se tornado de vez a Nevasca e Wally ficou em um estado vegetativo depois de uma batalha contra o Savitar. Tudo isso foi muito difícil de ver tanto para o Barry quanto para quem estava assistindo ao episódio, principalmente a parte do Wally. Mas acho que uma cena que foi de cortar o coração, foi o momento em que descobrimos como estava a relação entre Barry e Joe, aquele cara que sempre vimos como o paizão que esteve sempre ao lado do Barry, agora não conseguia olhar no seu rosto. 

Esse episódio teve momentos emocionantes que nos fizeram lembrar das primeiras temporadas, mas o que eu não gostei muito foram os vilões. Eles estavam deslocados naquele universo. O que o episódio estava nos mostrando era uma história muito envolvente e emocionante para ter dois vilões tão caricatos, então se eu tivesse que apontar um ponto fraco, seria esse. 

A interação entre Barry e sua versão do futuro também foi interessante. De um lado vemos um Flash tentando buscar pistas para salvar a pessoa que ama, enquanto de outro vemos alguém que já tinha desistido de tudo exatamente por não ter conseguido esse grande amor. No momento em que o Barry do futuro começou a gritar com o seu eu do passado eu fiquei só esperando começar a tocar The Kill do 30 Seconds to Mars porque aquele cabelinho do Grant Gustin lembrava muito o do Jared Leto na época.

Assim como no futuro, Nevasca é a única personagem que conhece a real identidade de Savitar e isso a torna ainda mais importante e perigosa. Qual será o real motivo para que Savitar queira Caitlin ao seu lado? Será somente para desestruturar o Flash ou será que ele tem algum interesse secreto na Doutora Snow? A maneira como o Deus da Velocidade revelou sua verdadeira identidade deu a sensação de ser uma pessoa que Caitlin conhece e respeita ou alguém que ela tenha medo, já que isso foi o suficiente para ela aceitar o pedido do vilão.

O retorno de The Flash foi muito bom fazendo com que nos interessássemos mais pela história agora que não é só a vida da Iris que está em jogo. Será que Barry também vai conseguir salvar Caitlin da sua transformação em Nevasca? E quanto daquele futuro se tornará verdade? Bem, espero que seja isso o que veremos no restante dessa temporada.



Tecnologia do Blogger.