Crítica: Friends ー Primeira Temporada


Mais de 20 anos depois de sua estreia, finalmente comecei a assistir Friends. Devo confessar que minha experiência não foi tão boa quanto poderia ser, mas não pela série em si. Friends é uma das séries mais aclamadas e premiadas da história, um marco da televisão americana e sempre que sai um ranking dos melhores seriados de todos os tempos ela está sempre lá, geralmente entre os cinco primeiros. E justamente por ser tão famosa – e por eu ter nascido entre os episódios 20 e 21 da segunda temporada – é que eu já sabia de muita coisa antes de assistir. Mas mesmo assim Friends conseguiu me conquistar.

A série nos apresenta a Ross (David Schwimmer), Monica (Courteney Cox), Chandler (Matthew Perry), Phoebe (Lisa Kudrow), Joey (Matt LeBlanch) e Rachel (Jennifer Aniston), seis amigos que vivem em Nova York. O ponto de partida é quando Rachel abandona seu noivo no altar e se muda para o apartamento de Monica. A partir daí começamos a acompanhar o cotidiano do grupo.

A dinâmica entre todos é ótima. Logo no primeiro episódio somos apresentados às personalidades dos seis e cada um dos personagens é desenvolvido com situações hilárias, como a culpa que Phoebe sente ao receber cinco mil dólares do banco por engano no terceiro episódio, Aquele com o Dedão.

Mas a série vai além de usar o humor para evoluir seus personagens. Friends é um retrato muito bem humorado da vida adulta que lida com questões importantes como paternidade, perspectiva de vida e, como o nome do programa sugere, amizade. Há um olhar também sobre as angústias que trazem um estilo de vida cosmopolita, como dificuldades de convivência e privacidade num mundo que já em 1994 indicava que mudaria para o que temos hoje.

Além disso, como não poderia deixar de ser, Friends, como uma comédia de situação, também impressiona pelo nível de humor que emprega em efemeridades. É muito divertido acompanhar o desenrolar, por exemplo, de uma visita dos pais de Monica e Ross.

Com linhas narrativas muito bem trabalhadas e uma das melhores aberturas que já vi (sempre bato palmas junto com os personagens), a primeira temporada de Friends é muito gostosa de se assistir. Faz sentido essa série ter se tornado tão importante.



Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.