Obrigado, Chester Bennington!


Hoje, 20 de julho de 2017, damos adeus a uma das vozes que marcou uma geração: Chester Bennington. 

No início dos anos 2000, o Linkin Park fazia um sucesso estrondoso com seu CD “Hybrid Theory”. A banda conseguiu se destacar em meio a muitas bandas que na época misturavam rap e metal, e as vozes de Mike Shinoda e Chester Bennington faziam toda a diferença. Não era simplesmente um grito de rebeldia de uma juventude, suas músicas eram marcantes tanto pela melodia quanto pelas letras, era algo que falava sobre sentimentos sem ser meloso.

O Linkin Park sempre chamava atenção em seus clipes muito bem produzidos e com uma pitada de cultura japonesa que era muito referenciada nos seus primeiros álbuns.

Lembro como se fosse hoje: estava eu junto com outros adolescentes com gostos completamente diferentes, que dificilmente você conseguiria ver juntos, e estávamos todos lá em uma locadora de games em volta de uma TV, assistindo ao incrível DVD do Live in Texas, que até hoje considero sendo um dos melhores shows que vi e talvez a performance mais marcante de Chester, principalmente na música A Place For My Head, música essa que por sinal foi a primeira que eu havia ouvido da banda anos antes em um AMV de Dragon Ball Z. Acho que muitos aqui devem se lembrar.

Com o tempo, a banda foi amadurecendo junto ao seu público, mas continuando com o mesmo espírito que foi tão marcante em seus primeiros álbuns “Hybrid Theory” e “Meteora”, assim continuando a marcar a vida dos antigos fãs enquanto conquistava uma nova geração.

Ainda hoje gosto de ouvir algo para ajudar expressar minhas opiniões quando estou escrevendo minhas críticas para o site, e a presença de Linkin Park é muito grande na minha playlist, misturando o som antigo e o novo, sempre causando um efeito positivo.

Chester Bennington vai fazer muita falta para mim e milhões de outras pessoas espalhadas pelo mundo, mas sua voz tão marcante ficará para sempre em nossas memórias sempre que ouvimos uma de suas músicas.

Isso não é só um adeus, mas também um muito obrigado por ter sido tão importante para uma geração e por ter deixado tantas músicas que fizeram parte da nossa vida e que ainda irão fazer na de muita gente. Origado, Chester Bennington!!

 E aí? Curtiu? Então ajude o nosso site! Seja nosso padrinho/madrinha
Afinal, nem todo herói precisa de superpoderes, basta ter um coração generoso...



Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.