Game of Thrones: Beyond the Wall


Esse episódio foi basicamente sobre a missão de capturar um caminhante branco vivo/morto ou morto/vivo, não sei bem. Mas, antes de falar do grupo liderado por Jon Snow, vamos falar sobre o outro acontecimento que teve no episódio.

Sansa e Arya

O que ninguém queria acreditar que fosse acontecer parece estar acontecendo mais uma vez: Mindinho está conseguindo manipular a família Stark colocando Arya contra Sansa. Ao que parece, os planos de Mindinho são que Arya se revolte contra Sansa e ele acaba salvando o dia e com isso ganhando a confiança de Sansa e possivelmente dominando o Norte. Mas ele não conta com duas coisas: a primeira é que Arya é uma assassina sem rosto e ela pode estar enganando ele sem ele nem saber e a outra é que Bran como Corvo de Três Olhos sabe de tudo o que acontece e aconteceu.

Eu acredito que a Arya vai acabar matando o Mindinho, mas preferia que fosse a Sansa por tudo que ela passou por culpa dos planos dele. Mas agora estou com medo de que a Sansa não sobreviva à Arya.

Os sete guerreiros de Westeros

Por mais que a comitiva de Jon tenha mais pessoas, os únicos que importam são os sete principais. Os outros ali estão só para morrer. Apesar de até agora não estar concordando com esse plano idiota, as cenas de batalha foram muito boas e empolgantes. Ver o grupo ali naquele lago congelado cercado por todos aqueles caminhantes sem ter como agir e, como se isso não bastasse para deixar todos apreensivos (para não dizer outra coisa), ainda tinha o Rei da Noite no terreno mais elevado encarando eles pronto para atacar.

Já esperávamos que muitos ali iriam morrer, o que restava era descobrir quem e como. Admito que para mim o momento de maior tensão foi quando o Tormund quase morreu. Nesse momento eu pensei “lá se vai o único shipp que eu torço nessa série”, (no caso Brienne e Tormund). No momento em que ele foi salvo automaticamente veio a cena do Galvão Bueno gritando na minha cabeça “É TETRA... É TETRA!” com toda aquela empolgação, porque em Game of Thrones quando o personagem que você gosta sobrevive a uma situação impossível tem mais é que comemorar mesmo.

E quão grande foi o desespero no momento em que o Cão começa a jogar pedras nos caminhantes e a pedra para em frente a um deles e ele parece ter entendido algo. Na hora eu imaginei que todos os outros caminhantes iriam começar a tacar pedra de volta no grupo dos vivos. Parando para pensar agora, isso seria bem idiota. Não que a atitude do Cão não tenha sido. Naquele momento ele ganhou um Troféu Jon Snow de Estrategista Militar.

A única esperança era que Daenerys chegasse com seus dragões e salvasse o dia. Por mais que houvesse teorias sobre o dragão de gelo e o dragão zumbi e que também fosse necessário para a história que Daenerys perdesse um dos seus dragões para equilibrar mais a batalha, foi triste ver um deles morrendo. Agora só imagine a força que o Rei da Noite tem para conseguir matar um dragão arremessando uma lança de gelo com as próprias mãos. 

A cena em que o dragão foi retirado do lago foi sensacional, apesar que até agora não entendi como enrolaram a corrente no pescoço do dragão no fundo do lago, já que os caminhantes não entram na água. Temos que ter uma suspensão de descrença nessa parte. Eu tinha imaginando essa cena bem diferente. No momento em que o Jon caiu na água, os dois teriam morrido e depois de uns dias o gelo se parte e sai o Jon montado no dragão. Ok, pode parecer um pouco viagem, mas imagina que cena épica que seria.

Uma coisa que me incomodou um pouco foi o tio Benjen aparecer para salvar o Jon e morrer ali sem muita glória. Ficou parecendo que essa cena foi colocada só para dar um final ao personagem e ninguém ficar se perguntando “nossa, mas onde será que está o tio Benjen?”. 

Como virou costume nessa temporada, as passagens de tempo estão bem corridas. Sei que muita gente não gostou do Gendry sair correndo e poucos minutos depois a Daenerys já estar ali, mas deu para notar uma passagem de tempo ali nos personagens que estavam esperando por ajuda. Pelo menos me passou essa sensação.

Se já não bastasse os vários problemas que essa expedição causou, imagina o que vai acontecer quando Cersei descobrir que Daenerys perdeu um de seus dragões. Ela vai ver que a maior arma de adversária não é tão invencível assim. Enfim, deixem nos comentários o que vocês acharam desse episódio e quais são as suas teorias daqui para frente.

 E aí? Curtiu? Então ajude o nosso site! Seja nosso padrinho/madrinha
Afinal, nem todo herói precisa de superpoderes, basta ter um coração generoso...



Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.